O Evangelho deve ser levado a todos, isto é, a Boa Nova deve ser levada a todos. A Boa Nova  é o Reino de Deus e a salvação. Os profetas no Antigo Testamento já anunciavam o Reino de Deus. No Novo Testamento este Reino é realizado em Jesus, em sua vida.

Anunciar o Evangelho não significa só anunciar a salvação, significa anunciar toda a vida de Jesus.

O projeto daquele que evangeliza deve ser de viver a exemplo de Jesus. Assim, tornar-se-á mais fácil a própria tarefa de evangelização, visto que o Evangelho já caiu no próprio coração e produziu frutos.

O anúncio de Jesus Cristo é uma necessidade, uma urgência.

Publicidade
Publicidade

Paulo já dizia: "Anunciar o Evangelho não é título de glória. É antes uma necessidade imposta."

Por ser uma necessidade não significa que deva ser simplesmente mais uma tarefa a ser cumprida, entre tantas outras tarefas. Evangelizar significa levar o anúncio com vibração, entusiasmo, alegria. Esta vibração acontece por termos a certeza que estamos sendo instrumentos de Deus, e ao mesmo tempo estamos cumprindo a missão que recebemos no Batismo.

Visto que o Evangelho deve ser levado com alegria, entusiasmo, o rompimento das acomodações e rotina que possam vir a acontecer na ação do anúncio, devem ser vistos com naturalidade.

A Palavra de Deus anunciada deve inspirar a vida das pessoas a construir uma sociedade melhor. Deve responder às necessidades do povo, sendo fonte de esperança, tendo em vista uma sociedade que vive conflitos e desigualdade.

Publicidade

Deve levar à busca da fraternidade, sinal de que o anúncio suscitou nos corações o desejo de unidade. Jesus mesmo pede a Deus em oração para que todos vivam a unidade.

O medo, entre outros, pode surgir como empecilho na missão. Daí a necessidade do derramamento do Espírito Santo que nos dará força e coragem tanto para o anúncio quanto para o testemunho cristão. Não basta falar de Deus. É necessário antes de tudo testemunhá-lo, para que a Palavra possa ser ouvida com alegria, com abertura de coração. Em nosso tempo, muitas são as testemunhas coerentes do Evangelho. #Educação