Na atual era da informação e do conhecimento, estamos vivendo em grande incerteza, esperando que venham melhorias e acabam os transtornos, e isso significa que ninguém é dono da verdade completa sobre para onde estamos indo, ou mesmo para onde deveríamos ir. Ao criamos o futuro, precisamos sentir nosso caminho, sem deixar ninguém para trás. Os requisitos indispensáveis para a sobrevivência no atual milênio são tolerância ao erro, senso de humor e diversidades apoiada por senso de humor.

Há vários fatores relacionados com a metacompetência na era do conhecimento, é preciso atualizar para não ficar para trás, é fundamental entender a tecnologia e aceitá-la como aliada ou ferramenta de melhoria contínua.

Publicidade
Publicidade

O mundo está se modernizando a cada dia, e com ele as profissões, é difícil ver sapateiros, como víamos antes em qualquer esquina, ou mesmo máquinas de datilografar, que eram muito usada nos escritórios. Por isso é muito importante atualizamos, o mundo cresce, a tecnologia avança e as coisas mudam, as pessoas precisam ser meta competentes ou sejas criativas.

As pessoas que são capazes de competir são competente, e as pessoas capazes de construir novos cenários, de criar, e de ser comprometidas são as meta competentes; elas são vistas como pessoas empreendedoras, para elas planejar é mais do que fazer planos. O planejamento é o processo de definir objetivos e de determinar o que deve ser feito para obtê-los. E as pessoas empreendedoras se caracterizam pela iniciativa e criatividade, elas tem disciplina e são profissionais respeitados pela imagem pessoal e comportamento.

Publicidade

Muitas empresas fecham as portas e muitos profissionais não consegue empregos por falta de percepção das mudanças e do surgimento de novas exigências. Devemos orientar nossa motivação pela percepção da lógica que tem aquilo que fazemos, por exemplo, perdemos motivação pelo nosso #Trabalho, então resta-nos mudarmos de atividade ou procurar explorar todas as ponticidades de nosso trabalho. O importante é nos atualizarmos para não ficarmos para trás.