Deus criou o homem para ser feliz. Este é o seu plano para o homem. Só que este plano não é bem compreendido. Assim, o homem peca, e pelo pecado estraga este plano. Deus porque ama o homem faz com ele uma aliança de Amor onde se faz presente a lei. A lei é para a felicidade e liberdade. Com o decorrer do tempo a lei perdeu seu sentido, sendo colocada como última palavra. Assim, Jesus vem aperfeiçoar a lei, instituindo a Lei do Amor.  Através de seus ensinamentos, mostrou aos homens que não deveria ser assim. Se a lei estava oprimindo o homem, impedindo o homem de ser feliz, não tinha razão de existir.

Vejamos: existem leis boas que beneficiam como a lei do trânsito e outras que prejudicam como a lei do aborto.

Publicidade
Publicidade

Assim, diante da lei precisamos ter senso crítico.

Através dos séculos, juntaram-se muitíssimas prescrições e normas. Os judeus passaram a vivê-las fielmente. O sábado, por exemplo, começou como feriado lembrando a libertação da escravidão, onde o povo não tinha folga. Só que este feriado foi legalizado. O repouso a ser guardado neste dia passou a ser visto com severidade. Não era permitido dar mais de mil passos no dia, cuidar de um doente,...

O número de prescrições a serem seguidas era tão grande que o povo não dava conta. Assim, não eram observadas totalmente. Por este motivo muitas pessoas eram desprezadas pelos fariseus.

Jesus toma atitudes claras diante da lei. Mostra que o homem é mais importante que a lei. Por este motivo desobedece a lei, em algumas ocasiões. Não era "rebeldia" de Jesus, era o sentido que Ele queria dar à lei que era seguida ao pé da letra, levando-a a ser mais importante que o próprio homem

A atitude de Jesus entra em choque com os escribas e fariseus.   

Jesus veio para pregar um Deus Pai, Misericordioso, Amor, Libertador, no lugar de um deus juiz, vingador, dominador.

Publicidade

A recompensa de Deus não é oferecida pela observância da lei. Jesus pelos seus ensinamentos nos quer levar a enxergar além. Em nome da lei muitas vezes passamos por cima do Amor. Por isso Ele diz: "As prostitutas e os publicanos entrarão no Reino de Deus antes de vocês." (Mt. 21, 28-31).