A cultura é um complexo que inclui conhecimentos, moral, costumes e qualquer tipo de capacidades ou hábitos adquiridos pelo homem. Ela é tida como um principal determinante do comportamento e desejos de uma pessoa. O que pensamos e sentimos representam dimensões da nossa cultura.

No mundo do marketing, encontramos vários fatores para estudos, como cultura, subcultura e a classe social; ela diz respeito ao universo que nos rodeia, de maneira objetiva, como categorias culturais e estilo de vida, são visões do mundo que influenciam nossos hábitos de consumo, como um bom restaurante, uma vitrine de roupas de boutique ou um belo par de sapatos.

Um importante conceito é a aprendizagem cultural, ela explica como tomamos decisões e porque escolhemos determinadas categorias de produtos, aprendemos e reproduzimos, essa é a dinâmica das nossas vidas. Temos que seguir uma linha, em nosso contexto cultural a partir dos valores que compartilhamos da nossa realidade cultural. Nossos valores nos orientam ou nos restringem, e funcionam como crenças que significam para nós a realidade ou regras que nos deixam desconfortáveis, quando questionamos. Mas quando relacionamos com os objetos, eventos ou rituais, esclarecemos os códigos que alimentam as estratégias de marketing, baseada na relação cultura e consumo.

Os valores nos orientam e ajudam a entender bem uma determinada cultura, pois eles representam o que há de mais importante na vida das pessoas.

O comportamento de compra é influenciado pela cultura, pelos produtos e serviços adquiridos pelas pessoas, a estrutura de consumo e a tomada de decisão, e ainda a comunicação em uma sociedade é afetada diretamente pela cultura. A possibilidade de produzir mudança na sociedade é entender a dinâmica do processo de compra e consumo.

A globalização cultural é extremamente valiosa, é um recurso significativo para posicionar produtos e marcas, mexendo com o consumo e gerando riquezas para o país, e isso é muito bom para a sociedade, que só tem a ganhar. 



#Negócios