Discursar sobre o que seja a ciência e o que seja a natureza se pode dizer é uma questão polêmica. Dúvidas quanto o que é a ciência e os fenômenos que a circunscrevem, de um lado, e sobre os fenômenos naturais não faltam desde os tempos de outrora, isso segundo alguns registros históricos. Sabe-se que toda discussão sobre a ciência e o natural e qual é a importância desses no contexto humano sempre geraram filosofias, discursos políticos, religiosos, etc.. Mas tudo leva a crer que existe uma dicotomia, ou seja, contrários entre o significado e propósito de cada termo.

A ciência ao que tudo indica se trata dos fenômenos da razão, ou seja, tudo o que a ciência propõe tem como base a inserção de dados e de informações comprovadas, em outras palavras, o que a ciência apresenta sempre é o resultado de uma ou mais pesquisa que possui como base e/ou princípio a conversão de um ou mais tipos de conhecimento e o uso e/ou emprego da prática, do estudo em campo, da medição, de equipamentos, máquinas, instrumentos e outras criatividades humanas.

Publicidade
Publicidade

De acordo com alguns teóricos, os dados são elementos frios e não representam nada se não foram associados por algum tipo de informação sobre os mesmos, ou seja, seus significados.

Já o comportamento dos fenômenos da natureza se pode dizer que é ao contrário, ou seja, por si se justifica segundo a interpretação do sujeito, ou seja, da observação de quem coleta, analisa e conclui um fato que pode ou não ser aceito pela outra espécie porque não se formula dados em campo, não se mensura esse e/ou aquele fenômeno para comprovar a existência do que é natural. Afinal o que vale é o conhecimento e/ou o domínio do fato pela pessoa, mas as interpretações, infelizmente, são mutáveis e variáveis conforme a origem, o costume, o interesse, etc., do interlocutor e a forma com a qual vê a coisa e/ou o fenômeno.

Publicidade

Mas quem muda com o tempo, a ciência e/ou a natureza?

Bom, afirmar se um ou o outro é imutável seria formular idéia e/ou formar opinião, mas uma coisa se pode dizer é fato: tudo pode mudar de acordo com o tempo, os costumes, a forma de ver e enxergar as coisas, etc. Assim, os conceitos científicos podem mudar ou não na medida em que verdades forem surgindo. Já os conceitos naturais, se pode dizer, parecem ser os mesmos desde a criação de tudo, pois por mais se tente provar e/ou afirmar algo novo, na verdade sempre se volta ao mesmo ponto de partida, sem inovação, sem melhoria, tanto do lado teórico, quanto do lado prático.