Você sonha em frequentar um curso qualquer em uma universidade? Muitos jovens sonham com isso! Se dedicar à vida acadêmica, se formar, pleitear uma vaga no mercado de trabalho e seguir carreira na profissão escolhida. Os que têm condições financeiras para isso, programam-se desde muitos novos podendo, muitas vezes, escolher até a universidade que fará e cidade na qual morará, já que pode bancar.

Porém, muitas vezes a vida muda completamente o seu curso e as condições que eram ótimas e possibilitariam a realização do sonho, se vão. O que você faria nesse caso? Desistiria? Não foi o que o jovem Colin Ashby, de 20 anos, resolveu fazer.

Publicidade
Publicidade

Tudo estava certo para o jovem estudar, mas os seus pais se separaram e ele ficou sem condições de pagar a faculdade e o alojamento. A saída encontrada pelo estudante foi a de dormir em um Ford Focus sedã de agosto de 2012 a maio de 2013.

O garoto deixava o carro estacionado no Campus da Universidade do Texas. O garoto estudava lá, lavava as roupas na área comum existente no alojamento e tomava banho no vestiário para poder estudar. O alimento era congelado e aquecido no micro-ondas do centro acadêmico

Para que ninguém o visse dormindo dentro do carro, ele cobriu os vidros com folhas das árvores. Já para suportar os dias mais quentes, ele fez um sistema de refrigeração com uso de dutos.

Nas horas em que não estava assistindo aula, Colin aproveitava para estudar ou trabalhar para ajudar a se manter.

Publicidade

Durante todo esse tempo os pais não souberam do que estava acontecendo. Ele achava que se contasse para eles iam falar para ele trabalhar e juntar dinheiro, deixar a faculdade para outra oportunidade. Por isso, só contou para os irmãos sobre a dificuldade enfrentada.

Com tudo isso, o garoto ainda conseguiu se formar em apenas dois anos e meio, enquanto no normal ele demoraria entre 4 e 5 anos. Hoje, Colin vive com seu irmão que se mudou para a mesma cidade Austin, no Texas.

Você teria a mesma força de vontade para estudar? Faria o mesmo que ele ou preferiria trabalhar para garantir um pouco de conforto e deixar o sonho para o futuro? Conte pra gente nos comentários! #Educação