Em quantas mulheres você se transforma ao longo do dia? Mãe, esposa, dona de casa, trabalhadora, administradora da renda familiar, gestora do setor de compras da sua casa dentre tantas outras funções que são atribuídas e acumuladas pelas mulheres, não é? E a sua remuneração, será que condiz com esse acumulo de #Trabalho? Claro que não.

A verdade é que embora a mãe de família desempenhe dezenas de funções durante o dia, ela ainda tem uma remuneração mais baixa do que os homens. Você já sabia disso? Já tinha notado isso em seu dia a dia?

Renda das mulheres brasileiras

Quantas e quantas mulheres são responsáveis pelo sustento da família? Você certamente conhece algumas, mas elas não ganham tão bem quanto os homens.

Publicidade
Publicidade

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), embora a diferença de renda entre homens e mulheres venha diminuindo, ela ainda é grande. No ano de 2009, as mulheres ganhavam em médica R$ 882, o equivalente a 67,1% do rendimento dos homens. Já no ano de 2011 passou para R$ 997, a proporção subiu para 70,4%.

Não é só isso. Quando foram analisados os dados dos trabalhadores que recebem mais de 20 salários mínimos, as mulheres também saíram em desvantagem. Apenas 0,4 % das mulheres ganhavam acima de 20 salários mínimos (R$ 12.440), já a porcentagem de homens era maior, de 0,9%.

Na mesma pesquisa realizada pelo IBGE notou-se que a taxa de desocupação também caiu menos para as mulheres do que para os homens, sendo que para elas caiu de 11% para 9,1% e para eles de 6,2% para 4,9%.

Publicidade

Por que será que isso acontece?

Você se identifica com algum dos dados apresentados? Mas por que será que isso acontece? Se formos pensar na história, não é preciso caminhar muito para trás para encontrarmos aquela figura feminina que ficava em casa, obedecendo aos comandos do marido, lavando, passando e cozinhando sem ser valorizada. A conquista pelo espaço no mercado de trabalho e pela independência financeira é algo relativamente novo e que vem sendo conquistado aos poucos pelas mulheres.

Embora a conquista esteja acontecendo e esteja sendo relativamente rápida, ainda há muito a ser feito. Hoje, temos mulheres líderes de empresas, chefes de estado e donas do sustento da família. De acordo com a ONU, são as mulheres que quando são as responsáveis por gerarem a renda familiar mais se preocupam e empregam dinheiro na #Educação e na saúde.

Sabendo dessa importância feminina, a ONU decidiu abrir programas específicos para empreendedoras. A ONU Mulheres foi criada no ano de 2010, visando ajudar empreendedoras e reconhecendo a liderança feminina que vem sendo conquistada. Barreiras ainda existem, mas pouco a pouco a mulher ganha espaço no setor econômico.

Você conhece mulheres líderes de família e bem remuneradas? Ou sabe de alguma empreendedora? Conte pra gente nos comentários!