Há séculos o homem continua se apropriando e explorando sem limites o ambiente em que vive e os que despertam real valor financeiro. Ou pelo seu bel prazer ou para o enriquecimento imediato e desenfreado de matérias não renováveis, sendo transformadas em objetos caros de valores absurdos. Muitos deles nem mesmo fazem parte da aquisição de muitos brasileiros. A grande reflexão é: Como colaboro com este avanço desumano e descomunal que gerou a seca d'água e a falta da mesma em minha torneira?

Estudos nos apresentam que algumas e "simples" ações poderiam muito colaborar com uma contra mão a este descaso com os nossos recursos naturais.

Publicidade
Publicidade

Citando algumas dicas de como agir, consumir, reduzir e reutilizar que ajuda muito a economia de água e também em casos maiores por evitar ser cliente do comércio, exploração e domínio ilegal de nossas riquezas. Seguem 5 dicas úteis e possíveis de serem aplicadas:

1) Cultivo e Consumo de orgânicos - Observamos uma grande discussão em volta deste tema: Orgânicos, sendo que comprovadamente sabemos que o contrário deles os produtos não orgânicos, além da naturalidade nos oprime a consumir muitas vezes sem sabermos um coquetel de químicos desnecessários e danosos. Simples atos como cultivar sua própria horta, suas próprias ervas e frutas, verduras ou legumes, ou quando não possível o cultivar procurar por agricultores, famílias, hortas comunitárias que forneçam alimentos e produtos orgânicos, contribuirá para sua saúde a da sua família e para a valorização da agricultura familiar e da agroecologia.

Publicidade

2) Consumo consciente - O consumo consciente é mais que necessário, são ações que nos levam a escolher apenas o necessário e levando em consideração, ao escolher os produtos que compra, o meio ambiente, a saúde humana e animal, as relações justas de trabalho, além de questões como preço e marca. Conheça a origem dos produtos que adquirirá, desde móveis, vestimentas, acessórios e alimentos, devem ser analisados a origem dos mesmos, muitos produtos disponíveis são originários da extração ilegal da madeira, do trabalho infantil, piratarias, etc. A busca por produtos e empresas que defendem o meio ambiente é uma boa pedida para não contribuir com o avanço de atos desastrosos e ilegais.

3) Reutilização de embalagens - Ao reutilizar embalagens como potes de sorvetes, garrafas PET, embalagens e caixas de cereais matinais, caixas de camisa masculina, caixas de sapatos, etc; evitamos a emissão de materiais no lixo e evitamos a compra desnecessária de potes para culinária, garrafas para armazenar grãos ou água, caixas organizadoras, porta-revistas, pois os objetos que reutilizamos podem facilmente se transformar nestes utensílios.

Publicidade

4) Redução no tempo do banho - Segundo alguns estudos desenvolvidos por órgãos competentes, o brasileiro é o povo que fica mais tempo no banho em média de 9 a 12 minutos o que acarreta num gasto de água descabido, e 20 banhos por semana ou seja, quase 3 banhos ao dia, sendo interessante das pesquisas que ao contrário lavamos pouquíssimo as mãos durante o dia, o que evitaria doenças e não gastaria tanta água.

5) Reutilização da água da lavagem de roupas - Todos nós devemos manter a higiene e nossas roupas limpinhas, porém cabe uma reflexão antes mesmo de falar do reuso da água, também temos que refletir quantas vezes na semana lavamos roupas, pois um ciclo completo das máquinas de lavar atuais, gasta em média 125 litros de água. Se acumularmos a quantidade de roupa ideal para lavarmos apenas uma vez na semana economizaríamos muito, mas mesmo assim temos que ter a consciência que teremos 500 litros de água para reutilizar/mês. Água que servirá para lavar quintais, sacadas, janelas, pisos, azulejos, descarga em banheiros, etc.

Depois destas dicas simplistas e úteis, vamos agir repassando para família, amigos e alunos e aplicando-as no dia a dia. A ação mesmo que isolada e solitária se faz grande e construtora perto de ações negativas e impensadas.

Lembre-se: "Para que exista uma praia é preciso ter grãos de areia... grãos únicos de areia... que formam a Praia". #Educação #Natureza