Todo mundo que tem ou já teve um cão em casa sabe que em algumas fases da vida eles aprontam todas e comem o que não devem. Por isso, os donos acabam tendo que ter cuidado com moedas, tampinhas e outras pequenas peças para que o cão não engula e não acabe com problemas digestórios. É por isso que em clínicas veterinárias muitas vezes os médicos veterinários acabam tendo que fazer cirurgias, para tirar clipes, tampinhas e outros objetos que estão causando obstrução no trato digestório. Porém, teve um cãozinho que extrapolou na comilança e colocou para dentro nada mais nada menos do que 43 meias!

Isso aconteceu nos Estados Unidos.

Publicidade
Publicidade

Ao operar um Dogue Alemão os médicos veterinários encontraram 43 meias. O cão chegou à clinica com queixas como inapetência, vômito, entre outros comportamentos que os donos estranharam em seu cão. Prostrado, ele foi parar na urgência do hospital veterinário e foi submetido a uma bateria de exames no Dove Lewis Emergency Animal Hospital, em Portland.

Com o raio X em mãos os profissionais viram a existência de muitos corpos estranhos, mas não sabiam o que eram e viram que a única solução para o animal era ser submetido a um procedimento cirúrgico. Depois de mais de 2 horas de cirurgia, a veterinária tinha tirado 43 meias e mais metade de uma.

Depois desse acontecimento fora do comum, o hospital se inscreveu em um prêmio chamado "They ate WHAT?" e ficou em terceiro lugar recebendo 500 dólares, o que equivale a pouco mais de mil reais.

Publicidade

O dinheiro do prêmio foi doado para instituições protetoras e donos de animais sem condições financeiras.

Quem é o Dogue Alemão

Para quem não conhece essa raça, precisa saber que embora seja um gigante que assusta a muita gente com o seu tamanho, ele é um cão dócil e que convive bem com crianças. Como todo animal de grande porte, precisa de espaço para caminhar, correr. Precisa fazer atividade física e ter uma alimentação balanceada e adequada ao seu porte.

Você já soube de algum caso semelhante? Conte pra gente nos comentários! #Natureza