O tribunal de Justiça do estado de São Paulo conta com 1000 vagas em aberto para serem preenchidas através de concurso público. O edital, que inicialmente era para ter sido lançado no mês de agosto, sofreu um atraso devido a uma ação judicial que tentava impedir a realização. Como o pedido de impedimento de realização do concurso foi negado pela justiça, a nova previsão é que o edital seja lançado até dia 15 de setembro.

Segundo informações transmitidas pelo próprio órgão, esse novo concurso para escrevente judiciário contará com no mínimo 100 vagas espalhadas por todo o estão de São Paulo. O levantamento do número de vagas existentes e dos locais nos quais as vagas estão disponíveis está acabando de ser feito, na capital paulista, grande São Paulo e interior.

Publicidade
Publicidade

Enquanto isso, o edital já está sendo elaborado para agilizar o processo.

Além das vagas que já existem e serão colocadas em concorrência, o edital deverá ser lançado com cadastro reserva, para permitir que os participantes aprovados possam ser chamados para vagas que vão aparecendo no decorrer do tempo, enquanto a seleção ainda esteja valendo.

Tudo indica que serão lançados três editais separados sendo um para o interior do estado de São Paulo, outro para a capital paulista e um terceiro para a Grande São Paulo. As vagas são divididas por 10 regiões administrativas que seguem:

  • 1ª região: São Paulo e cidades ao seu entorno;
  • 2ª região - Araçatuba;
  • 3ª região - Bauru;
  • 4ª região - Campinas;
  • 5ª região - Presidente Prudente;
  • 6ª região - Ribeirão Preto;
  • 7ª região - Santos;
  • 8ª região - São José do Rio Preto;
  • 9ª região- São José dos Campos;
  • 10ª região - Sorocaba.

Quem pode concorrer?

Para pleitear uma vaga de escrevente judiciário no estado de São Paulo o candidato deve ter ensino médio completo.

Publicidade

A remuneração inicial é de R$ 4.528,31, formada pela soma de R$ 3.658,31, com mais R$ 100 mensais de auxílio saúde, R$ 29 por dia de auxílio alimentação e R$ 6 por dia de auxílio transporte.

A seleção deverá contar com duas fases, sendo a primeira feita por uma prova de múltipla escolha e a segunda uma prova prática de digitação. Na de múltipla escolha são cobertas as seguintes matérias: #Trabalho

  • Língua portuguesa;
  • Conhecimentos em direito;
  • Conhecimentos gerais;
  • Incluindo atualidades;
  • Matemática;
  • Informática.