A expectativa de vida da população brasileira subiu três anos na última década, segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. O que tem aumentado essa conquista para muitas pessoas? Tudo isso tem acontecido em função do maior acesso da população idosa aos serviços públicos de saúde e educação.

Um dos grandes desafios do governo será criar políticas públicas voltadas para a terceira idade, com o crescimento desse grupo. Devido à projeção da inversão de perfil demográfico do país, com mais idosos do que jovens em 2030, segundo pesquisa, para o futuro deverá haver um melhor planejamento para atender todas as demandas.

Publicidade
Publicidade

Há vários anos atrás, poucos eram os idosos que tinham acesso aos benefícios do INSS e a um atendimento nos serviços de saúde. Com o passar do tempo a situação mudou e tem contribuído para que muitos vivam mais. Na década de 70 a expectativa média de vida do povo brasileiro era em torno de 53 anos, e de 62,5 nos anos 80. Em 2010 cresceu para 73,7 anos.

Até porque naquele período, setenta por cento da população morava na zona rural. Atualmente essa situação é inversa, só trinta por cento está no campo e os demais nos centros urbanos. Os desafios são grandes: a diminuição na taxa de natalidade, desemprego, muitas pessoas nas grandes cidades, sem emprego e a maioria não contribuindo com nenhuma proteção previdenciária, chegam aos sessenta e cinco anos e vão depender de benefícios do governo, recebendo um salário mínimo.

Publicidade

Em 2004 foi criado o Estatuto do idoso, que tem por objetivo garantir direitos e estipular deveres para a melhoria da vida das pessoas com idade igual ou superior a 60 anos. Será que o governo estará preparado para cuidar de uma multidão de idosos num futuro bem próximo?

Segundo o IBGE, na Europa e na América do Norte, o envelhecimento ocorreu paulatinamente, teve inicio há mais de cem anos atrás, enquanto no Brasil começou nos anos setenta. Para alcançar a longevidade, é necessário ter hábitos e atitudes saudáveis no decorrer da vida. Quem assim proceder, no futuro colherá seus frutos.

O envelhecimento não é doença: "as pessoas podem chegar à terceira idade com saúde," como diz o Doutor Drauzío Varella. Pode ter uma boa longevidade com saúde e qualidade de vida. Hoje a média de vida do brasileiro é de 74,6. Há ainda algumas diferenças regionais de expectativa de vida, sendo que em alguns estados a expectativa é maior que em outros.

Portanto, faz-se necessário considerar acerca do processo de envelhecimento, a fim de que possamos aprimorar algumas reflexões sobre esse assunto, lembrando-se que a fila anda para todos, e quem não morrer quando criança ou jovem um dia irá envelhecer.

.