Muitas promessas para mudar o Estado de São Paulo para melhor, implantar o que esta faltando, adiantar o que ficou para trás, mas todos os candidatos prometem sempre melhorar as escolas e a segurança pública. Será que o aumento do efetivo policial é solução? A famosa chamada “Rota na Rua” mete medo em muita gente, até em quem não é bandido, a maioridade penal vem sendo uma discussão bem polêmica.

Não seria a falta de respeito com os pais que ocasiona o aumento da criminalidade? Ora coloquemos na balança, se um garoto de 12 anos de idade não respeita o própio  pai, será que esse mesmo garoto respeitará a professora a namorada, o tiozinho da banca da esquina?

A procura de uma solução 

Para acreditar em uma solução a esse problema o que os candidatos devem fazer é pedir encarecidamente aos pais que cuidem de seus filhos e se esforcem; existem cursos gratuitos para os adolescentes, mas pouco interesse.

Publicidade
Publicidade

As mentes dos adolescentes são tão brilhantes que são preenchidas com porcarias; ao invés de encararem os livros preferem ficar nas portas das escolas ouvindo música e paquerando as menininhas que eles as chamam de novinhas.

Uma bomba a explodir 

Um adolescente não vê no Brasil uma motivação em ser alguém na vida se essa motivação não vier da família. Ele cresce sabendo que os mais ricos é que tem privilégios, não é ensinado a ele sobre seus direitos e as vezes nem tem acesso a essas informações; uma razão é por falta de interesse outra por distração, onde ele dá atenção a outros assuntos  que são mais fáceis a lhe agradar, como curtição em bailes e o caminho mais próximo a drogas e a curiosidade em armamento, e é nesse estágio que a bomba está prestes a explodir.

Valores sepultados 

O respeito para com o próximo até assusta nos dias de hoje, se um menino te disser bom dia você até desconfia achando que ele está apenas se preparando para te enganar, não há mais confiança nos pequenos que antes brincavam de esconde esconde e  hoje não brincam e sim trabalham nos setores mais obscuros da humanidade, o nosso medo. #Educação