Estamos na era virtual, onde o aprendizado nas salas de aula e fora delas se limita muitas vezes ao ambiente da internet ou intranet. Podemos resgatar várias práticas inserindo os alunos a novas experiências e descobertas.

Seguem algumas dicas de como interagir com alunos e promover momentos agradáveis, desafiadores e cheios de conhecimento.

Artesanato - Criar, elaborar, pintar são formas de visualizar o que se aprende na teoria. Cada ação motora, intelectual e criativa leva a grandes mergulhos no mundo da #Educação, desde o infantil até o ensino médio. Existem vários sites com sugestões de atividades, recortes, artesanatos com papéis, com materiais reciclados e aplicando as artes e criações no dia-a-dia escolar.

Publicidade
Publicidade

Brincadeiras de Roda - Ao realizar rodas e incentivar a troca de atividades e movimentações, os alunos aprendem a partilhar os saberes adquiridos, exercitam-se e são estimuladas novas perguntas sobre os assuntos tratados.

Jogos de tabuleiro - Incentivam a comunicação entre outras pessoas, desafiam o raciocínio lógico e distanciam um pouco da realidade solitária de alguns jogos virtuais.

Animais exóticos - Utilizar animais para ensinar, não apenas ciências mas comunicação, promove a socialização e interação, e se torna uma grande estratégia muito eficiente para novos conhecimentos. Utilizar aves, roedores ou alguns répteis, instiga a curiosidade dos alunos e os leva a novas interações, bem diferentes das cotidianas, podendo ser destacadas novas habilidades, dons e interesses.

Plantio de mudas - Devido à vida na sua maioria urbana, muitos alunos não possuem contato com o solo, nunca plantaram uma muda.

Publicidade

A intenção além da ação ambiental de reflorestar, cultivar plantas e ervas é interagir, ter novas sensações com o tato e olfato, percebendo e conhecendo o solo, seus componentes e suas diferenças.

O importante para o educador e educando é estabelecer uma forma divertida de aprender, trocar experiências e adquirir novos conhecimentos além dos obrigatórios a cada disciplina e matéria. Quando deslocamos os alunos da zona de conforto de sua carteira, seu computador, seu grupo de amigos, e sugerimos novas interações, promovemos grandes ganhos educacionais, sociais e até mesmo emocionais. Muitos alunos possuem um cotidiano solitário, com atividades limitadas ao seu quarto e sua escola. Quando o educador possibilita novas excursões de conhecimento, possibilita ao educando conhecer o mundo fora das paredes que o cercam e pode despertar novos interesses profissionais e humanos.

Portanto, vamos praticar a educação de forma divertida e melhorar a qualidade de nossas aulas.  #Inovação