Quando se fala em animal venenoso, todo mundo costuma imaginar uma cobra, escorpião ou aranha. Esses são os mais comuns realmente, porém, não são os únicos. As pesquisas científicas e a descobertas de novas espécies sempre trazem alertas novos sobre os #Animais. Dentre eles, alguns bichos que parecem inofensivos à primeira vista, são na verdade venenosos. Veja alguns deles.

Pássaros do gênero Pitohui

Habitante das florestas tropicais da Nova Guiné, esse gênero tem 3 espécies potencialmente venenosas. O Pitohui dichrous, ou pitohui de capuz, tem uma substancia neurotóxica em sua pele e penas, chamada de Homobatracotoxina. Ela atua paralisando a musculatura. Para isso, o veneno precisa entrar em contato com a pele ou com pequenas lesões. Os primeiros sinais são paralisia e dormência do membro. Não há exemplares dessas espécies no Brasil.

Ornitorrinco

O famoso mamífero que põe ovos é venenoso. Encontrado na Austrália, esse animal possui glândulas abdominais que produzem veneno. Este é inoculado através de esporões existentes nos membros posteriores. Porém, a produção desse veneno só ocorre na época reprodutiva. Provavelmente é usado para defender seu território. Quando o veneno é inoculado em uma pessoa, ela sofre com dores e alucinações.

Crustáceo

Em 2013 foi divulgada a descoberta do primeiro crustáceo venenoso na publicação científica Molecular Biology and Evolution. Ele pode ser encontrado em cavernas submarinas no Caribe, nas Ilhas Canárias, e na costa oeste da Austrália e recebeu o nome científico de Speleonectes tulumensis. Seu veneno é poderoso e semelhante ao veneno da cobra cascavel. "Eles têm pernas robustas e prenseis, que lembram agulhas hipodérmicas" disse à BBC Brasil Ronald Jenner, coautor do estudo e zoologista no Museu de História Natural de Londres. "As pontas das pernas são ocas e têm uma abertura, como nas agulhas. Essas pernas contêm um reservatório de veneno rodeado por músculos. Acreditamos que quando esses músculos se contraem, o veneno é empurrado e injetado na presa", completou.

Sapo

A espécie Dendrobates azureus é popularmente chamada de sapo-boi-azul. Vive no Suriname e tem uma cor forte que serve como alerta para os predadores da existência do seu veneno. Lindo e muito diferente, o pequenino que é menor do que a palma de uma mão, possui um veneno potente que pode levar uma pessoa a morte. Esse sapinho vem sendo pesquisado pela medicina e há indícios de que um componente presente nele possa vir a ser usado como analgésico.

Caracol marinho

Esse gastrópode é encontrado no Oceano Índico e possui um veneno poderosíssimo que com apenas uma gota consegue matar até 20 pessoas. Esse animal é estudado pela medicina, pois uma das substancias encontradas nele pode ser um ótimo analgésico. Quem vê sua linda concha não imagina o perigo. #Natureza