"Evasão: Ato ou efeito de evadir-se; fuga; saída (Dicionário da Língua Portuguesa - Editora Porto)".

Vivemos em um dos países mais belos do mundo que é formado por maravilhosas cidades e suas hospitaleiras populações. País esse, que infelizmente, através de suas autoridades, jamais aprendeu a respeitar e a cuidar de seu povo. Entre os inúmeros problemas sociais que jamais foram sobrepujados e superados, encontra-se um dos mais graves e preocupantes que dizem respeito diretamente à formação educacional dos nossos filhos e dos nossos netos, a "evasão escolar".

"Segundo dados do INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira), no Brasil, de 100 alunos que ingressam na escola na primeira série, apenas cinco concluem o ensino fundamental, ou seja, apenas cinco terminam a oitava que hoje é a nona série.

Publicidade
Publicidade

Apesar de seus esforços, o Brasil, por enquanto, está perdendo essa batalha. É verdade que os índices de acesso à #Educação chegaram a avançar nas últimas décadas (97,6% das crianças e dos adolescentes entre os 7 e os 14 anos estão na escola). Porém, os indicadores de permanência, a taxa de abandono que mostra os que não concluíram o ano letivo e o da evasão, que aponta os que não se matricularam no ano seguinte, não caminham no mesmo ritmo. Hoje, de cada 100 alunos que ingressam no ensino fundamental, apenas 36 concluem o médio. Infelizmente, o #Governo brasileiro não tem feito nem 2% do que a sua capacidade financeira disponibiliza para a erradicação desse grande mal, que é alimentado pelas altas taxas de violência e de consumo de drogas nas escolas e em seus entornos.

A falta de combatividade a esses dois fatores - violência e drogas - aliado à ociosidade escolar (falta de atividades internas para os alunos, como por exemplo, gincanas, campeonatos de várias modalidades de esportes, etc.), aumenta a cada dia que passa a falta de vontade dos pais em encaminharem os seus filhos para as escolas ou de fazerem com que os mesmos desistam da ideia de abandonarem os estudos.

Publicidade

As péssimas remunerações dispensadas aos nossos desvalorizadíssimos mestres do saber (professores), também é um fator que desestimula os alunos, tendo em vista a péssima qualidade de ensino por conta dos baixos salários de todos os professores de todos os níveis escolares.

Em resumo, podemos afirmar que os principais culpados pelo alto índice de evasão escolar em nosso país são: a violência e o consumo de drogas nas escolas, a falta de segurança para alunos e professores, a ociosidade escolar, a desvalorização escancarada dos professores que não têm motivações para ministrar ensinos de qualidade e, principalmente, o governo brasileiro, porque utiliza as verbas destinadas à educação, à segurança pública e às demais responsabilidades sociais para alimentar outras áreas e setores que não beneficiam a nenhum cidadão de bem que trabalha 4 (quatro) meses por ano apenas para pagar a pesarosa carga de impostos sem ter o direito de saber a que fim se destina.