Qualquer que seja a condição do adversário a ser enfrentado, o técnico de #Futebol, no Brasil, apresenta sempre um comportamento padrão, que objetiva valorizar o enfrentamento, através da valorização do adversário. Este comportamento visa, em primeiro lugar, transformar qualquer duelo em um jogo épico e heróico, por mais pífio que seja o contendor. Também serve como uma justificativa prévia, caso seu time sofra um insucesso, o que poderia colocar o técnico em maus lençóis, dependendo do comportamento de sua equipe. Serve também para evitar que um desdém ao rival venha a ser usado pelo técnico adversário como motivação aos seus atletas.



Apresentamos abaixo a resposta recorrente, nas entrevistas com o técnico, que em essência jamais muda, com as variações de situações correspondentes: #Curiosidades

  • Repórter: O adversário, no jogo anterior sofreu uma goleada. - Técnico: É um perigo, eles vem "mordidos";
  • Repórter: O adversário, no jogo anterior venceu de goleada. - Técnico: É um perigo, eles vem "embalados";
  • Repórter: O adversário, no jogo anterior venceu por escore mínimo. - Técnico: É um perigo, eles vão querer "fazer saldo";
  • Repórter: O adversário, no jogo anterior perdeu por escore mínimo. - Técnico: É um perigo, eles vão querer vencer para compensar;
  • Repórter: O adversário, no jogo anterior só empatou. - Técnico: É um perigo, eles vão querer vencer para "embalarem" no torneio;
  • Repórter: O adversário tem perdido todas. - Técnico: É um perigo, eles vão querer vencer para iniciar a reação;
  • Repórter: O adversário tem que vencer para se classificar. - Técnico: É um perigo, eles vão querer vencer de qualquer forma;
  • Repórter: O adversário não tem mais perspectivas no torneio. - Técnico: É um perigo, eles vêm de "sangue doce";
  • Repórter : O adversário vem com força máxima. - Técnico: É um perigo, eles vêm muito fortes;
  • Repórter : O adversário vem com os reservas. - Técnico: É um perigo, eles vão querer provar que podem ser titulares;
  • Repórter : O adversário avisou que não vem, em protesto. - Técnico: É um perigo, na última hora eles entram em campo, de surpresa.