Evidentemente ninguém espera morrer ao abastecer seu veículo, mesmo sabendo que qualquer posto de combustível é potencialmente uma verdadeira 'bomba armada'. Basta uma simples faísca para mandar tudo pelos ares em segundos. Na maioria dos postos quando paramos nosso veículo em qualquer bomba, seja de gasolina, álcool, diesel ou GNV (gás natural veicular), estamos em uma lage sobre tanques gigantescos. Cada um destes tanques contém milhares de litros dos combustíveis citados que vão sendo disponibilizados pelas bombas de abastecimento. Apesar do baixo índice de acidentes e incêndios em postos de gasolina é sempre uma possibilidade e uma temeridade como os acidentes com aviões também poucos em relação ao número de voos.

No caso específico deste acidente, algumas coisas precisam ser observadas e destacadas: Trata-se de um veículo movido a GNV, que mais do que outros combustíveis, exige manutenção bem feita regularmente e muita atenção do proprietário com relação a detalhes mínimos, como estado de conservação dos cilindros de gás, mangueiras e conexões que não podem estar frouxas ou mal conectadas e nem permitir qualquer vazamento pois lidar com um combustível gasoso é muito mais delicado do que com os líquidos.

É mais do que certo que algo de muito importante não estava em dia neste veículo com relação a sua manutenção pois a segurança veicular sobre o uso deste combustível já foi homologada a muito tempo. O fato de seus ocupantes terem sido as principais vítimas mostram que o proprietário foi surpreendido inadvertidamente por um defeito inesperado, desconhecido ou negligenciado por ele ou seu mecânico.

Para a indústria de veículos e de combustíveis o mal de acidentes deste tipo é que provoca receio no consumidor para adquirir este tipo de automóvel e também um preconceito generalizado contra o GNV (gás natural veicular) que em seus primórdios já foi muito difícil de desmistificar e ganhar a confiança da população em geral. Preconceito este que ainda existe num certo grau pois o número de veículos comercializados que usam este combustível ainda é baixíssimo. Entretanto é preciso que se dê muito informação a este respeito para ficar claro que o mau uso de qualquer combustível coloca em risco aquele que se expõe e não respeita as normas necessárias para cada um.