A gripe aviária está se espalhando pela Europa e as cepas podem ser transmitidas para os humanos. As autoridades de saúde estão preocupadas com o combate dos focos de gripe aviária em granjas na Grã-Bretanha e da Holanda. O abate de milhares de galinhas e patos para evitar a propagação da infecção se faz necessário. No domingo, as autoridades bloquearam o transporte de ovos e aves em todo o país, depois que uma cepa da gripe foi detectada em uma fazenda em Hekendorp, ao sul de Amsterdã. A cepa foi considerada letal para aves e potencialmente transmissível aos seres humanos.

As autoridades ordenaram o abate de 150 mil frangos na fazenda.

Publicidade
Publicidade

A cepa H5N8 nunca foi detectada em seres humanos, de acordo com o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças, em Estocolmo. "Esta variante altamente patogênica da gripe aviária é muito perigosa para a vida das aves", relataram os governantes holandeses. "A doença pode ser transmitida a partir de #Animais para seres humanos," completou.

Na Grã-Bretanha, o Departamento de Meio Ambiente, Alimentação e Assuntos Rurais disse que um caso do vírus foi encontrado em patos em uma fazenda na área de Driffield de East Yorkshire, no norte da Inglaterra, mas que o risco para a saúde pública foi considerado muito baixo. As autoridades estão aparentemente ansiosas para garantir que, a apenas algumas semanas antes do Natal, a notícia do surto não prejudique o negócio de aves em um de seus períodos mais movimentados.

Publicidade

As autoridades de saúde mandaram abater todos os 6.000 patos na fazenda britânica e impôs uma zona de restrição de seis milhas ao redor, informou o departamento.

Não ficou claro se os casos na Grã-Bretanha, Holanda e Alemanha estavam ligados, mas autoridades disseram que uma linha de investigação foi determinar se uma ave selvagem tinha transmitido a doença para a fazenda em Yorkshire. "Nós vamos estar à procura de outras possíveis fontes de doença, incluindo eventuais ligações entre a doença que estamos vendo na Holanda e na Alemanha", relatou o veterinário-chefe da Grã-Bretanha, Nigel Gibbens, à BBC.

Os surtos de gripe aviária nos últimos dias levaram a União Europeia a enviar um alerta a todo o Continente, que visa principalmente a tranquilizar os importadores de fora do bloco informando que a maior parte das aves não foi afetada.