O presidente americano John Fitzgerald Kennedy foi assassinado há exatos 51 anos durante desfile em carro aberto na cidade de Dallas, Texas (EUA). Em 22 de novembro de 1963, John Kennedy seguia em carreata em um Lincoln conversível na companhia de Jacqueline Kennedy (primeira-dama), John Connally (governador do Texas) e sua esposa, quando o carro foi alvejado por disparos de arma de fogo.

O incidente aconteceu às 12h30, quando o carro passava em frente ao edifício do Depósito de Livros Escolares do Texas, matando o presidente (então com 46 anos) e deixando o governador em estado grave. O presidente foi atingido por um tiro na cabeça e um no pescoço e foi declarado morto 30 minutos após os disparos no Hospital Parkland.

Publicidade
Publicidade

Duas horas depois, o vice-presidente Lyndon Johnson, que também estava na carreata, a três carros atrás do veículo em que o presidente desfilava, assumiu a presidência a bordo do avião presidencial no voo Dallas-Washington. Cerca de trinta pessoas presenciaram o juramento de Johnson, incluindo Jacqueline Kennedy.

A cerimônia fúnebre foi realizada no dia 25 de novembro de 1963 e levou várias pessoas às ruas para assistirem à passagem do corpo e prestarem sua última homenagem ao ex-presidente. O funeral aconteceu no Cemitério Nacional de Arlington e contou com a presença de 99 líderes de nações.

Segundo investigações, os três tiros foram disparados por Lee Harvey Oswald, do sexto andar do edifício. O americano, então com 24 anos, foi um fuzileiro naval (1956-1959), que desertou para a União Soviética e retornou para os Estados Unidos em 1962.

Publicidade

No início de 1963, ele comprou um fuzil com mira telescópica e um revolver pelo correio. Após assassinar JFK, Lee matou um policial que havia o parado em uma rua próxima e com a ajuda de testemunhas foi preso em um cinema, trinta minutos depois. No dia 23 de novembro, Lee Harvey Oswald foi responsabilizado pelos assassinatos de John Kennedy e do policial J. D. Tippit, mas não chegou a ser julgado. Lee foi assassinado no dia 24 de novembro, ao ser transferido da cadeia municipal para a estadual, por Jack Ruby.

Hoje, às 23h15, o canal Nat Geo exibirá o especial 'Quem matou Kennedy' e o documentário 'As Horas Finais de JFK'. #História