Se lhe dissermos que dessa espécie pode fazer parte o seu pai, o seu marido, namorado, irmão, você acreditaria? Pois acredite: Uma mulher é agredida a cada 5 minutos no Brasil e uma pessoa é morta a cada dez minutos. Isso é o que diz o Ministério da #Justiça num preocupante relatório sobre a violência contra a mulher que vem provocando reações e debates em todo o país. Em 70% dos casos quem pratica essa violência contra a mulher chegando a mata-la é o namorado, marido ou ex-marido.

Num ranking de 87 países o Brasil aparece em 7º lugar como o país em que mais se mata mulheres. O estado que menos se mata é o Piauí e o que mais se mata é o Espírito Santo.

Publicidade
Publicidade

A dependência econômica é um dos principais motivos que faz com que mulheres sistematicamente agredidas deixem de registrar queixas contra seus agressores por um longo período de tempo, anos muitas vezes. E naturalmente isso só contribui para agravar os problemas pois a fragilidade da mulher e sua incapacidade de reagir ou pedir socorro incentiva seus agressores além de mantê-los numa expectativa de eterna impunidade por seus atos criminosos.

O Brasil é signatário da Convenção dos Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA) e contempla os mais fundamentais dos direitos humanos entre outros, além de tê-los em sua própria constituição. Mas se pinçarmos apenas aqueles que dizem respeito à mulher, já veremos que há muito a ser feito para que o que consta nesses documentos sejam considerados e respeitados no cotidiano da vida de seus cidadãos em todo o país.

Publicidade

Mesmo após a aprovação da lei Maria da Penha, a justiça não tem sido capaz de oferecer às mulheres agredidas por seus companheiros e que chegam a pedir a proteção do estado uma medida protetiva suficiente para salvar-lhe a vida e muitas são mortas quase às portas de delegacias ou viaturas guarnecidas com policiais designadas para sua proteção. Já passou da hora da sociedade brasileira dar uma atenção especial a essa questão e buscar soluções mais efetivas não só para salvar vidas humanas como também para mudar e responder à pergunta acima dizendo que não há nenhuma espécie tão selvagem na terra que seja capaz de matar uma de suas fêmeas a cada dez minutos. #Família