O Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em sua 8º edição do Anual, levantou uma questão no mínimo interessante. Os dados apontam que em 5 anos os polícias brasileiros mataram em serviço mais pessoas que os Estados Unidos teriam matado em 30. São em média 6,11 mortos por dia, o que resulta em 11.197 nos últimos cinco anos. Já a polícia norte-americana ao longo de 30 anos mataram 11.090. Comparando os anos de 2012 e 2013, houve uma queda no número de mortos, sendo que 2012 registrou 2332 e 2013 registrou 2212 mortos.

Por outro lado, o número de polícias mortos em serviço subiu de 447 para 490. Uma triste realidade, em que nos últimos 5 anos somam-se 1170 policiais mortos, sendo 73,5% assassinados covardemente fora do serviço.

Publicidade
Publicidade

Para título de informação, o Fórum é uma Organização Não Governamental que divulga dados da segurança pública, afim de expor seus méritos e suas deficiências para que sejam discutidas as devidas melhorias, tornando assim sua avaliação pela sociedade civil e gestores públicos possível.

Os dados ainda apontam que foram 50.806 as vítimas por homicídio doloso (quando há intenção de matar), ou 5 a 8 pessoas mortas por hora. Segundo o Fórum,  os números indicam uma queda de 2,6% em relação a 2012.

A grande São Paulo aponta a menor taxa de vítimas, com 10,8 mortes a cada 100 mil habitantes. O total de vítimas também caiu, sendo o número atual registrado de 4.739, quando em 2012 era de 5.209. Alagoas em contrapartida registra o maior número de violência, a pior taxa do país, com 64,7 vítimas para cada 100 mil habitantes.

Publicidade

Bahia registra o maior número de mortos, com um total de 5440 vítimas.

Apesar dos números serem altos e assustadores para a população em geral, a organização os vê com otimismo, já que com relação aos anos anteriores houve redução nos índices que embora discreta indica que estamos caminhando para uma sociedade melhor. Eles acreditam que é possível reduzir as taxas de homicídio em 65,5% até 2030. A projeção é feita tendo o Estado de São Paulo como exemplo, que vem reduzindo os índices a cada ano desde 1990.  

Para os policiais era importante que a comissão de direitos humanos os olhasse com o mesmo cuidado com que olham para os bandidos do país; não confortaria a hora da morte, mas as famílias seriam devidamente amparadas.

A sociedade civil agradece aos que desempenham o seu trabalho, fazendo o melhor possível!