Decorridos 8 anos da publicação da 1.ª edição (2006), o Ministério da Saúde publica agora a 2.ª edição, com importantes modificações. O conceito anterior de alimentação balanceada é baseado no equilíbrio de nutrientes proporcionado pela combinação de diversas categorias de alimentos em proporções indicadas pela "pirâmide alimentar". O conceito é agora atualizado com base em estudos científicos e epidemiológicos, segundo os quais os nutrientes isolados podem não ter o mesmo efeito proporcionado quando ingeridos na forma em que se encontram originalmente nos seus alimentos-fonte in natura. Nesse sentido, o Guia recomenda a utilização preferencial de alimentos in natura, majoritariamente de origem vegetal, consumidos em preparações que privilegiem tradições culinárias regionais, como forma de assegurar alimentação ao mesmo tempo saudável, social e ambientalmente sustentável.

Publicidade
Publicidade

Outra mudança significativa se refere ao número de refeições preconizadas, antes no mínimo 5 podendo chegar a 6 (café da manhã, almoço, jantar, lanches da manhã e da tarde, e, eventualmente, da noite). Hoje é limitado às três refeições principais, incluindo a recomendação de "evitar beliscar" entre elas, recorrendo só excepcionalmente a algum lanche intermediário.

As restrições enfáticas ao consumo de alimentos "ultraprocessados" colocam em xeque todo o empenho da indústria de alimentos - importante fonte de riqueza em qualquer sociedade - no desenvolvimento de tecnologias que permitem oferecer ao consumidor opções de alimentos práticos e não necessariamente menos saudáveis, quando consumidos como parte de uma alimentação balanceada. Da mesma forma, colocam em xeque o não menor empenho por parte do próprio Ministério da Saúde na regulamentação desses alimentos e sua rotulagem, no intuito de esclarecer e orientar o consumidor em sua livre escolha.

Publicidade

Outro ponto nevrálgico também abordado pelo Guia é a publicidade veiculada pela indústria de alimentos, e a influência negativa a ela atribuída sobre os hábitos alimentares principalmente de jovens e crianças, tema objeto de ampla discussão em forum específico. #Culinária #Dicas