O tema da redação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2014 foi surpreendente para a maioria das pessoas. Dentre tantos rascunhos que circulam na internet, segue abaixo o que escreveu um dos candidatos do exame:

"É frequente ver uma criança esperneando em lojas para realizar o seu desejo. Pais entram em desespero por não poderem comprar aquilo que é solicitado pelos filhos. Sim, os pequenos também querem satisfazer suas vontades, e a indústria sabe bem como explorar isso. Até que ponto a publicidade infantil é prejudicial?

De fato, a propaganda provoca a vontade nas pessoas de comprarem algo que, muitas vezes, não é necessário.

Publicidade
Publicidade

Se muitos adultos não conseguem conter-se, que dirá as crianças, que sequer têm noção de despesas e economia? Nenhum responsável merece ver uma criança aos prantos por não poder comprar aquilo que tanto quer.

Porém, também é possível entender o lado dos empresários do setor. Sem o poder da propaganda, menos pessoas - pais e filhos - sabem que um determinado produto existe e está a venda. Perde também a #Mídia, que deixa de faturar com anunciantes desse segmento. As consequências disso já começaram a aparecer na TV aberta. A Rede Globo, maior emissora do país, retirou de sua programação diária o único programa que transmitia voltado para o público infantil. Agora, conteúdos infantis são explorados pela televisão por assinatura, que nem todos têm acesso. As crianças de famílias com menor poder aquisitivo parecem ter sido punidas, algo como uma represália das empresas de comunicação contra a resolução do Conanda.

Publicidade

As crianças não podem ser vítimas da tentação publicitária, mas também não podem ser privadas de conteúdo de entretenimento, muito importante numa fase tão imaginativa. É preciso chegar a uma decisão de equilíbrio. Não devem ser proibidas totalmente as campanhas dirigidas a crianças. No entanto, devem ser melhor controladas, apresentando alertas e produtos de modo racional.

O resultado final do Enem 2014 será divulgado em janeiro de 2015, numa data ainda a ser posteriormente divulgada. #Educação