Conhecida pela badalação noturna, dezenas de bares de todos os tipos enfileirados, uma casa de shows de comédia, entre outros 'atrativos' adultos, a Rua Augusta, na região central de São Paulo, ganhou no sábado (29) um novo ponto turístico: a nova pista profissional de skate da Praça Roosevelt, com excelente estrutura para os atletas, em uma área ampla de 1.500 metros quadrados. A ideia de construir a pista aconteceu com a parceria da subprefeitura da Sé e a empresa Skatenuts, que assinou um termo de cooperação de três anos com o município e um investimento de R$100 mil.

Para celebrar, foi disputado um campeonato que reuniu 60 skatistas nacionais e internacionais, além de solenidade para marcar três meses de funcionamento da base da Guarda Civil Metropolitana, Inspetoria Regional Consolação, que fica embaixo da praça, na altura do número 10 da Rua Augusta.

Publicidade
Publicidade

Além da GCM, o espaço também abrigará uma base da Polícia Militar para atendimento duplo no recebimento de ocorrências.

O objetivo é coibir a criminalidade na região. "A atuação conjunta da Guarda Civil e da Polícia Militar serve de modelo para toda a cidade de São Paulo. Temos o direito de viver sem medo", disse o vereador Ari Friedenbach, que contribui para a parceria GCM/PM ser concretizada.

Medo é uma palavra que muitos pedestres que somente passam pela rua conhecem, situada no conhecido "quadrilátero da perdição", que segundo os notívagos, inclui as ruas Frei Caneca, Peixoto Gomide, a Augusta e a região da Avenida Paulista que circunda o Masp e o Parque Trianon, sentido Jardins. "Aqui tem tudo que não presta", contou um frentista de posto das redondezas, que pediu para não ser identificado.

Publicidade

Nesse ano, o jornal Estado de São Paulo revelou que entre as esquinas das ruas Frei Caneca, Peixoto Gomide e Augusta, aos fins de semana, funcionava uma verdadeira "feira das drogas" com direito a pagamento por cartão de crédito no posto de gasolina.

Divergências

Os oficiais da unidade possuem visualização privilegiada do que acontece nas imediações. Construída em vidro blindado quem passa pela rua, do lado de fora, não consegue ver o que acontece lá dentro. "A inauguração da inspetoria é a materialização da nova política de segurança do prefeito Fernando Haddad", afirmou o comandante geral da GCM, inspetor Gilson Menezes. "O que vemos aqui hoje marca um período de muitas vitórias nos últimos dois anos", disse ele.

Para a jornalista Nina Liesemberg, que organiza projetos no espaço cultural independente Matilha Cultural, o debate existe e é forte. "O que traz a segurança ali? A polícia ou uma boa estrutura na praça que atraia mais usuários? Os movimentos culturais que existem na região praticamente não recebem nenhum apoio, não existem estruturas para que o uso do espaço público atinja seu potencial". #Entretenimento