O surfista profissional Ricardo dos Santos, conhecido como Ricardinho, foi vítima de uma tentativa de homicídio na manhã dessa segunda-feira (19) em Palhoça, região metropolitana de Florianópolis. Segundo informações do Diário Catarinense, o atleta trabalhava em uma obra em sua casa na companhia da avó e dois funcionários quando um veículo Citroën C3 estacionou sobre um cano que fazia parte da obra. O atleta teria pedido que os ocupantes retirassem o carro do local e então os indivíduos dispararam três tiros contra Ricardo.

Também há relatos de que os ocupantes do C3, com placas de Joinville, estariam usando entorpecentes no momento da discussão.

Publicidade
Publicidade

O surfista teria solicitado que se retirassem do local por se tratar de um ambiente familiar. Em seguida, Ricardo foi baleado três vezes no tórax e os criminosos fugiram do local. Segundo relatos dos bombeiros, quando os socorristas chegaram ao local, ele estava consciente, mas já bastante desorientado. O surfista foi transportado pelo helicóptero Arcanjo até o Hospital Regional de São José.

A Polícia Militar informou que a tentativa de homicídio ocorreu por volta das 8h40, na praia da Guarda do Embaú, no município catarinense de Palhoça. Até o momento, dois suspeitos foram detidos. Os tiros atingiram o pulmão e o rim do atleta, que seria encaminhado para cirurgia às 12h de hoje. Nesta manhã, o hospital recebeu familiares, amigos e representantes da comunidade torcendo pela recuperação de Ricardo, que se encontra em estado grave.

Publicidade

Os colegas de profissão enviaram mensagens de apoio nas redes sociais. Entre eles, o surfista da elite mundial Adriano de Souza, conhecido como Mineirinho, além de Miguel Pupo, Alejo Muniz e Renan Rocha. Segundo o Globo Esporte, Ricardinho surfa desde os 7 anos de idade e reúne vitórias em 2011 e 2012 do Trials para o WTC de Teahuppo. Especialista em ondas grandes e tubulares, eliminou o campeão mundial Kelly Slater e Taj Burrow em 2012, conquistando a quinta posição. Em 2013, superou atletas renomados como Slater e J. J. Florence e ganhou o prêmio de onda da temporada havaiana.