Juca Ferreira, o secretário municipal de Cultura da Prefeitura de São Paulo, foi o nome escolhido para ocupar a cadeira de Ministro da Cultura no segundo mandato da Presidente #Dilma Rousseff. Sociólogo, Ferreira já atuou nesse cargo durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva, entre os anos de 2008 e 2010.

Hoje, a ministra da Cultura é Ana Cristina da Cunha Wanzeler que substituiu Marta Suplicy no mês de novembro, após ela anunciar o seu pedido de demissão. O nome do escritor e jornalista Fernando Morais, de acordo com informações do blog de Cristina Lôbo, chegou a ser uma opção para ocupar essa pasta, porém, o PT preferiu Juca Ferreira.

Publicidade
Publicidade

Ao todo, precisam ser anunciados os nomes de 39 ministros até a próxima quinta-feira, dia primeiro de janeiro, quando Dilma assumirá o seu segundo mandato e assinará os atos de nomeação de todos eles.

Os primeiros nomes foram anunciados no dia vinte e sete de dezembro de 2014. Hoje já sabemos que Nelson Barbosa será o Ministro do Planejamento; Alexandre Tombini assume o Banco Central; o Ministro da Fazenda será Joaquim Levy, no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior foi confirmado o senador Armando Monteiro Neto; Cid Gomes na Educação; Ministério da Agricultura será ocupado por Kátia Abreu; Eduardo Braga ocupará o Ministério de Minas e Energia; o do Desenvolvimento Agrário será ocupado por Patrus Ananias; Gilberto Occhi ficará na pasta de Integração Nacional; na de Comunicação fica Ricardo Berzoini, dentre outros.

Publicidade

Marta Suplicy, que ocupou a cadeira de Ministra da Cultura até novembro de 2014, criticou a escolha feita para o Ministério da Cultura. Para isso, usou a rede social Facebook e alertou a todos que as pessoas não conhecem os desmandos realizados pelo novo Ministro da Cultura quando ele trabalhou no mandato de Lula.

Aproveitando a oportunidade, a senadora também fez críticas a Alexandre Padilha, que de acordo com os dizeres dela, foi rejeitado pelos paulistas e hoje foi o responsável pelo anúncio do novo Ministro da Cultura.