A vitória da ignorância. Senhores, alguns podem pensar que esse é o mapa do resultado das eleições de 2014. Mas não, esse é o mapa do analfabetismo no Brasil.

Enquanto vários analistas políticos tentavam buscar razões nas mais diversas áreas para o resultado da última eleição, bastaria um breve olhar sobre a desigualdade de conhecimento no nosso país, para perceber onde o povo está mais suscetível a influências de politicas populistas.

Enquanto esse tipo de desigualdade continuar, o Brasil está fadado a ser comandado por governos que não pensam no todo e sim teimam a olhar para seus próprios umbigos.

Cada governo que entra sempre promete como prioridade a #Educação.

Publicidade
Publicidade

Porém, ao perceberem a facilidade de manipular as massas para se perpetuar no poder, dão um jeitinho de esquecer essa promessa em benefício próprio.

Portanto senhores(as), nossa única saída é a educação. Todos nós sabemos que a corrupção campeia e continuará enraizada no nosso país enquanto o povo continuar alienado. Todos os males do nosso país passam por um processo democrático frágil e corrupto.

Como podemos acreditar no resultado de uma eleição num país onde até gerentes de estatais têm milhões de dólares no exterior, onde denúncias e mais denúncias de corrupção no governo eclodem diariamente e nada é de fato apurado?

De vez em quando prendem um ou outro bode expiatório para satisfazer o ego de pseudo jornalistas que, mesmo que quiserem se manifestar, acabam tendo que se render à política editorial das empresas onde trabalham, que na grande maioria das vezes está atolada até o pescoço no mesmo sistema corrupto que deveriam combater.

Publicidade

Infelizmente, não vai ser a minha geração nem talvez a dos meus filhos e netos que vai ver nosso país livre desses males. Mas algum dia alguém tem que começar a fazer alguma coisa.As ultimas manifestações em 2014 me deram alguma esperança, espero que esse estopim não se apague.

"Aquele pensa que sabe muito, não sabe de nada, e a sua ignorância é tanta que nem sequer está em condições de saber aquilo que lhe falta."

Autor - Fénelon , François #Dilma Rousseff