O #Governo Federal criou, na última década, ações sociais para a inclusão de pessoas de baixa renda e com difícil acesso à níveis mais altos de educação. São ações bastante criticadas pela população, mas que foram um grande avanço na vida das pessoas que estão incluída nestes projetos. O programa ajudou e continua ajudando milhares de pessoas a saírem da miséria e a desenvolverem conhecimento profissional.

O programa Bolsa #Família, criado no antigo governo Lula, beneficia milhares de famílias em situação de extrema pobreza. Seu público-alvo são as famílias brasileiras com renda mínima, as pessoas desse programa têm direito a um pagamento todo mês, sacado nas lotéricas ou agências da Caixa Econômica Federal, com um cartão específico e identificado pelo nome do programa. 

O objetivo do programa é o desenvolvimento das famílias e a superação da vulnerabilidade.

Publicidade
Publicidade

As pessoas beneficiadas pelo programa são as mulheres com filhos com idade até 17 anos, mulheres gestantes e mães que amamentam. O governo exige das famílias que mantenham seus filhos na escola para receber o benefício. 

Outra ação criada pelo governo foi a lei de cotas raciais nas universidades, que prevê a inclusão de pessoas negras, pardas ou indígenas e de baixa renda em um curso universitário. Hoje muitos jovens já estão formados e exercendo a sua profissão, gerando renda e contribuindo com a riqueza no país. No começo foi muita polêmica, muitas universidades não aderiram ao programa, houve muitas manifestações nas ruas. Depois de muitos protestos, as universidades começaram a aderir ao programa.

Outro projeto de sucesso é o programa Minha Casa Minha Vida, que está ajudando milhares de brasileiros na compra da casa própria, que é financiada em parcelas de baixo valor.

Publicidade

As pessoas que conseguiram comprar suas casas por esse projeto, dizem que é um sonho realizado. Atualmente o governo beneficia a pessoas com um cartão de cinco mil reais, para compra de móveis para sua casa - trata-se de um empréstimo, a juros baixos.

O governo prometeu ampliar os projetos beneficiando mais brasileiros. A pobreza no Brasil teve um grande índice de redução e a meta para 2015, é que as pessoas vivam melhor.