O presidente da Sabesp informou que o Sistema Cantareira pode secar já no mês de março. A declaração foi dada por Jerson Kelman, atual presidente da companhia, em entrevista ao SPTV, nesta quarta-feira (14).

Kelma, que assumiu a presidência no dia 9 de janeiro, disse que se as chuvas continuarem fracas como estão, há possibilidade de em março o sistema estar completamente seco e, por isso, medidas de contensão de gastos são cada dia mais importantes. Alertou ainda que é necessário estar pronto e preparado para o pior.

Essa projeção de seca foi realizada por Luz Adriana Cuartas, hidróloga que atua do Centro Nacional de Monitoramento. De acordo com o cálculo feito baseado no abastecimento atual, se as chuvas de verão forem 10% da média histórica, em março o Cantareira pode secar. Porém, se a chuva mantiver a mesma porcentagem de dezembro, que foi de 74,9% do que era esperado para o mês, de acordo com os cálculos a água do sistema acabará provavelmente em junho.

 Em janeiro a chuva está muito abaixo do previsto, com 59,6 mm, enquanto o esperado e acordo com a média histórica era de 271,1 mm. Os especialistas não sabem prever se isso vai ou não melhorar, mas alertam que os temporais que vem ocorrendo não são suficientes para equilibrar a quantidade de água dos reservatórios.