Aldemir Bendini assume o comando da #Petrobras , com longa experiência na área bancária, sua última atribuição até quinta-feira 05/02 era a do presidente do Banco do Brasil - a nomeação de Bendini foi indicada pela presidente Dilma Rousseff, e está longe de ser bem recebido pelo mercado. As ações da companhia caíram novamente 7%.

O nome de Bendini foi escolhidos através de uma votação de dez membros do conselho da administração da empresa, o nome do novo presidente foi aprovada por uma maioria de sete a três. Aqueles que o reprovaram são precisamente os representantes do conselho de acionistas que detêm papéis ordinários e preferenciais.

Publicidade
Publicidade

A verdade é que Bendine não é o  "homem dos sonhos" do mercado financeiro. Mas a sua nomeação tem uma razão lógica: é um funcionário que conhece com riqueza de detalhes como eram os contratos da Petrobras .

Pra inicio de suas funções a principal meta é enxugar o balanço da empresa do quarto trimestre de 2014, que deve ser apresentado o mais tardar em abril.

Segundo fontes oficiais, Bendini está no comando do BB desde 2009, ele conhece de perto os líderes dos bancos privados, particularmente do Bradesco e Itaú. Isso vai ajudar a resolver a preparação da demonstração dos resultados em questão.

Em uma reunião fechada do conselho nacional do PT, em Belo Horizonte, o ex-presidente Lula da Silva pediu para que os líderes se organizassem uma festa (aniversário do partido) para irem as ruas e responder ao ambiente político negativo, que segundo Lula foi criado pela oposição em relação a denúncias de corrupção.

João Vacari, tesoureiro do PT, foi convocado para testemunhar no tribunal. Vaccari disse que as doações de empresas privadas ligadas ao petróleo, foram "legais".

O ex-presidente Lula, que estava na capital de Minas Gerais para celebrar com Dilma o 35º aniversário do PT, viu as alegações envolvendo o tesoureiro como não aceitáveis. "Não vamos apoiar a criminalização para coincidir com doações privadas legal".

Agora qual vai ser o desfecho de tudo isso afinal ?