Nos últimos dias está muito frequente encontrar pessoas falando sobre Impeachment, seja em redes sociais ou rodas de amigos em determinados locais.

Muitas dúvidas rondam esse assunto, na verdade um grande número de pessoas não sabem nem o significado da palavra. O que anda surpreendendo é que o povo brasileiro está se interessando pelo assunto e buscando informações.

Informações são encontradas a todo momento, mas nem todas são confiáveis, por esse motivo é bom ler bastante, comparar opiniões e buscar por fontes confiáveis.

Impeachment é o termo usado para o processo de cassação do mandato do chefe do poder executivo, ou seja, no Brasil, Presidente da República.

Publicidade
Publicidade

Muitos escândalos sobre #Corrupção têm estourado no atual mandato da Presidente #Dilma Rousseff, por esse motivo boatos sobre o impeachment da mesma têm surgido com frequência.

Entre as dúvidas mais frequentes está, caso o impeachment ocorra, quem assumirá o poder?

Muitas pessoas acreditam que se isso ocorrer, Aécio Neves assume, mas isso é impossível. Em caso de impeachment o vice-presidente Michel Temer assume o cargo. Se por algum motivo ele seja impossibilitado de assumir o cargo, o mesmo será ocupado pelo presidente da Câmara dos Deputados, depois, se necessário, o presidente do Senado Federal e em último caso o presidente do Supremo Tribunal Federal.

A situação muda caso o vice-presidente também seja alvo do impeachment, sendo assim se a cassação de ambos ocorrer na primeira metade do mandato é convocada uma nova eleição.

Publicidade

Na internet, as redes sociais produzem notas e eventos convocando a população para as ruas, são informados diversos lugares em todo o país. Não há provas de que essas convocações sejam verdadeiras, então vale a pena pesquisar bastante sobre o assunto, seja para se juntar à massa ou para evitar sair de casa nos dias informados.

Que o Brasil precisa de mudanças isso é óbvio, mas toda e qualquer ação deve ser executada com segurança e responsabilidade, para que a mesma mostre veracidade.

O povo tem o poder nas mãos, usá-lo com responsabilidade pode ser a chave para um futuro melhor.