A Presidente do Brasil, Dilma Roussef, foi vaiada nessa terça-feira, 10, durante o Salão Internacional da Construção Civil, que acontece na cidade de São Paulo. As vaias partiram de funcionários do evento e ocorreram enquanto Dilma caminhava em sua visita aos estandes. Estima-se que as vaias duraram cerca de 5 minutos.

Devido a esse inconveniente, Dilma teve que mudar o itinerário, se dirigindo, juntamente com sua equipe, para outro local. Ao sair, ela acenou para as pessoas presentes.

A Presidente foi participar da abertura do Salão, mas as vaias começaram antes dela entrar no local. O grito de "Fora Dilma" foi ouvido enquanto ela se dirigia para outro ambiente. As vaias a perseguiram por todo o percurso.

Saiba os pontos principais do discurso de Dilma na abertura da feira da Construção Civil:

A Presidente não mencionou as vaias recebidas e se mostrou indiferente ao fato. Ela também não citou a operação lava jato.

Walter Cover (Presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Construção), discursou inicialmente e pediu soluções por parte do #Governo para que o setor não paralise, devido a operação lava jato. De acordo com Walter, o setor não está vendendo, pois, os compradores não possuem mais confiança. Eles temem não receber.

O discurso de Dilma durou em torno de 30 minutos e foi uma repetição do que ela disse no último domingo, 8, no Dia Internacional da Mulher, data marcada por diversos protestos. A Presidente frisou a importância do reajuste das tarifas para cobrir os déficits do governo.

No final, ela solicitou aos empresários que não deixem as incertezas prejudicarem os investimentos do setor para o futuro. Além disso, prometeu investir na 3ª fase do programa Minha Casa Minha Vida (3 milhões de novas moradias) e também no PAC.

Boa parte da população não está satisfeita com o governo da Presidente Dilma, sobretudo, devido a tantas denúncias de corrupção. Em 2015, já houve aumentos no transporte, gasolina, energia, alimentação, impostos e demais itens, o que gerou indignação e insatisfação por parte dos brasileiros. #Manifestação