O brasileiro pode e deve fazer valer sua vontade. Já está claro para todo brasileiro, desde os mais jovens até os mais velhos, o quanto de malandragem existe no atual governo. Que fique claro, que a insatisfação não é apenas quanto ao governo federal, mas sim, contra todos os Estados e, principalmente, não só contra o governo da presidente Dilma, mas também dos anteriores.

Não é de hoje que o país é espoliado, sucateado, prostituído. O país sempre foi explorado pela grande maioria que já ocupou ou ocupa uma cadeira na Câmara e no Senado também. No momento, não é possível nem que se fale da bandidagem existente também no STF, pois muito já foi falado a respeito do Senhor Ex-Presidente do Supremo Tribunal Federal do Brasil, Senhor Joaquim Barbosa, que de íntegro provou ter muito pouco quando das denúncias de agressões contra a esposa, feitas pela própria.

Publicidade
Publicidade

A matéria consiste no simples fato das palavras pronunciadas pelo Ex-Presidente Lula em 1996, antes de ser eleito, o que aconteceu somente em 2002, levando o país à loucura, pois todos acreditavam nele.

Pois bem, em sua passagem feita por um programa de TV, ele citou a seguinte frase, que foi comentada em sua primeira citação, em 1993: "Há no congresso uma minoria que se preocupa e trabalha pelo país, mas há uma maioria de uns trezentos picaretas que defendem apenas seus próprios interesses".

Mas ainda não é sobre essa frase que a matéria pretende falar, e sim sobre o que ele falou no programa de TV, que tinha muita popularidade ainda no SBT.

A frase é a seguinte: "O mesmo povo que elege um político, pode também destituir esse político.", dita no primeiro minuto da gravação mais ou menos.

Publicidade

Pois bem, o povo foi às ruas ano passado, gritou, fez estardalhaço, colocaram o país abaixo algumas semanas antes da estreia da Copa do Mundo - motivo que revoltou o brasileiro da mesma forma em que causa revolta as denúncias de #Corrupção que ocorrem na Petrobrás e outros setores públicos do país.

A atual presidente retirou da verba da Educação, o valor de 7 bilhões. Antes, demitiu centenas de médicos brasileiros favorecendo os médicos cubanos que todos sabem, entregam a metade do seu salário ao Governo cubano.

Qual a intenção da presidente Dilma ao jogar a Educação no lixo: demitir os professores da rede pública para contratar professores bolivianos? Os pequenos aprenderão a falar espanhol no ensino fundamental. Na verdade, não existe interesse em investir na Educação. O importante é investir na miséria e nos Sem Terra, porque em tempos de governo petista, quem faz o papel do exército são as pessoas sem a menor instrução e que tem como maior arma, a ignorância que todo governo déspota deseja.

A essa altura não existe nem conserto para o estrago causado pelas palavras do presidente do PT no Rio de Janeiro numa rede social, incitando à violência: deem porrada!