Os protestos contra o governo Dilma e o Partido dos Trabalhadores (PT), que aconteceram neste domingo (15) em várias capitais de Estados, também foram realizados nas principais cidades do interior paulista. Manifestantes foram às ruas em Campinas, Bauru, Ribeirão Preto, Presidente Prudente, Santos, Sorocaba, Marília, entre outros municípios. Na região do Centro Oeste Paulista não foram registradas ocorrências entre os participantes e a Policia Militar, que acompanhou a ação.

Na cidade de Pompeia, na região de Marília, um grupo de manifestantes fechou por alguns minutos a Rodovia SP-294 (Comandante João Ribeiro de Barros), que corta a cidade e é a principal ligação da região com o Oeste do estado de São Paulo.

Publicidade
Publicidade

O protesto pedia além da ética na política, a saída da presidente Dilma do Palácio do Planalto e a apuração rigorosa nas investigações da Operação Lava Jato.

Os atos foram organizados por meio das redes sociais e não houve envolvimento explícito de partidos políticos ou sindicatos. As pessoas portavam faixas e cartazes com palavras contra o Governo Federal e pediam o fim da corrupção no País. Os manifestantes também usaram apitos e panelas para fazer barulho e chamar a atenção dos moradores e de quem passava pelas ruas dos municípios por onde ocorreram os protestos.

Nenhum incidente foi registrado nas cidades de Marília e Pompeia durante as manifestações deste domingo (15). A rodovia SP- 294 foi liberada, mas o protesto provocou congestionamento por cerca de dois quilômetros na altura de Pompeia, por volta das 10 horas de domingo.

Publicidade

O protesto pacífico também foi usado para chamar a atenção para um projeto do governo estadual, que visa a retirada da estrada da área urbana do município. Isso vem sendo cogitado há aproximadamente dois anos e é um antigo pedido dos moradores da cidade de Pompeia. Em algumas cidades da região Oeste e Centro Oeste do Estado, caminhoneiros também engrossaram o coro dos protestos pedindo também a redução dos valores dos pedágios pagos nas estradas paulistas. #Manifestação #Dilma Rousseff