Manifestações estão sendo realizadas em pelo menos dez estados brasileiros durante este domingo (12). Os gritos são contra o governo da presidente Dilma Rousseff, contra a corrupção na Petrobras e outras empresas estatais e alguns - como aconteceu nas manifestações de 15 de março - pedem intervenção militar para "melhorar o país".

Além dos protestos de rua, existem aqueles que ficam em casa, mas digitando palavras contra o governo pelas redes sociais. É o caso da jornalista Raquel Sheherazade e do humorista Danilo Gentili, ambos do SBT.

A #Mídia é sempre bombardeada por manifestantes acusada de ser a favor ou contra o governo e/ou determinadas manifestações.

Publicidade
Publicidade

Mesmo quando um jornal, revista, portal de notícias ou emissora de TV tenta ser o mais imparcial possível, sempre vai ouvir críticas e acusações, como as feitas contra a Rede Globo, por exemplo, ora acusada de defender o governo, ora acusada de ser contra ele. Não dá para entender muito bem.

Neste domingo, nos Trending Topics (ou Assuntos do Momento) da rede social Twitter, apareceu e continua aparecendo durante todo o dia a hashtag "#AceitaDilmaVez" levantada por pessoas que são a favor da forma de governar do PT. Com essa expressão, eles pedem que os defensores de Aécio aceitem que a maioria da população brasileira escolheu Dilma Rousseff para governar pelos próximos quatro anos, e parem de protestar pedindo o impeachment da presidente, já que, segundo a legislação, ela não cometeu nenhum crime para sofrer a perda do cargo.

Publicidade

Dessa vez, o humorista Danilo Gentili resolveu não poupar sequer o Twitter. Indignado, ele publicou na própria rede social: "Twitter prefere não mostrar rejeição, mas hashtag #SaiDilmaVez ultrapassa hashtag governista #AceitaDilmaVez". A frase vem acompanhada de uma captura de tela (print) que mostra os assuntos do momento por meio de uma plataforma terceirizada.

Nos comentários, vários usuários riram da "teoria da conspiração" do humorista de direita dizendo que ele está exagerando e pedindo para que aceite que Dilma é a vencedora das eleições de 2014, pois doeria menos. No entanto, alguns, assim como fazem com a Globo, escreveram frases tais como "Vamos derrubar o Twitter!"

Diante disso, algumas perguntas se impõem: Será que todo mundo é obrigado a pedir a saída da presidente atual? Será que aqueles que foram beneficiados por este governo, não tem o direito de continuar o defendendo? Será que a imprensa e até redes sociais sempre serão acusados de parcialidade apenas por mostrarem a realidade, a verdade (de que nem todo mundo é contra determinado partido ou governo)? Será que toda essa guerra contra o governo não está tornando algumas pessoas egoístas demais a ponto de olharem apenas para os seus próprios interesses, e as fazendo acusar a tudo e a todos só porque não compartilham do mesmo pensamento? Isso parece mais fanatismo político!