Pesquisa coordenada por Pablo Ortellado (USP) e Esther Solano (Unifesp), durante a #Manifestação do último domingo (12 de abril), na Avenida Paulista, avalia o perfil socioeconômico e a confiança no sistema político e na imprensa daqueles que foram às ruas protestar. Ao todo, 571 pessoas foram entrevistadas. A margem de erro é de 2,1%.

Renda, escolaridade e cor

Segundo o levantamento, 70% dos manifestantes disseram possuir renda superior a R$ 3.940, sendo que quase 20% ganham mais de 15 mil reais por mês. A maioria possui ensino superior completo, 70%, e menos de 1% dos manifestantes não completaram o ensino fundamental.

Publicidade
Publicidade

Sobre a cor, 77% se declararam brancos, 13% pardos e 5% negros.

Imprensa

A confiança na imprensa é de 21% , sendo que 57% responderam confiar pouco e 21% não confiam. A Veja foi o veículo da comunicação com melhor avaliação, 51.8% confiam nas informações da revista. O Jornal da Record e o Jornal Nacional foram os que tiveram o menor índice de credibilidade junto aos manifestantes, 15% e 16.3%, respectivamente.

Partidos

O antipetismo ficou evidente: 96% dos entrevistados disseram que não confiam no #PT. No entanto, a confiança em qualquer partido também é baixa: 73.2% não confiam em nenhum. O PSDB foi o melhor avaliado: 11% confiam muito no partido, 41.2 % confiam pouco e 47.6% não confiam nos tucanos.

Movimentos Sociais

O Vem pra Rua obteve o maior índice de confiança: 70.8% disseram confiar muito no Movimento.

Publicidade

Na outra ponta, 84,4% afirmaram não confiar no MST.

Políticos

Geraldo Alckmin é o político com maior índice de confiança entre os manifestantes que foram à Avenida Paulista: 29% disseram confiar muito no Governador de São Paulo. Dilma e Lula tiveram as piores avaliações, 96.7% e 95.3%, respectivamente, responderam não confiar neles.

Comentaristas Políticos

Raquel Sherazade é a comentarista mais influente entre os manifestantes: 49% disseram confiar muito na jornalista. Reinaldo Azevedo vem em seguida, com 39.6%. José Luiz Datena teve a pior avaliação: 43.8% responderam não confiar no apresentador. 27.7% disseram o mesmo sobre William Bonner.

Confira também alguns cursos grátis sobre Doutrinas Políticas.