Lançado há poucas semanas no Uruguai, o livro "Una oveja negra al poder" (uma ovelha negra no poder), que retrata os cinco anos de governo do ex-presidente local Pepe Mujica, está dando o que falar no Brasil. Andrés Danza e Ernesto Tulbovitz, jornalistas autores da publicação, afirmam em determinado capítulo que, em conversa com Mujica, Luiz Inácio #Lula da Silva disse que lidar com "coisas imorais" e "chantagens" seria a "única forma de governar o país", daí o surgimento do chamado mensalão - descoberto no final do primeiro mandato de Lula.

Escrito a partir de narrações do próprio Pepe Mujica, o livro dedica razoável espaço ao tema do mensalão brasileiro, no qual os escritores explicam como "uma certa mensalidade que parlamentares cobravam para votar favoravelmente a projetos importantes do Executivo", além de reiterarem como um dos principais escândalos da história contemporânea brasileira. Sobre José Dirceu - chefe da Casa Civil quando o mensalão foi desvendado - a obra diz que "um dos principais assessores políticos de Lula, José Dirceu, terminou cassado por conta deste processo".

De acordo com os autores, esta conversa entre Lula e Pepe Mujica, com confissões do brasileiro a respeito da política corrupta de seu país, foi presenciada pelo vice-presidente uruguaio, Danilo Astori. Ela teria ocorrido ainda em 2010, dias antes da posse de Mujica como novo presidente do país sul-americano. O livro deverá ser publicado no Brasil já nos próximos meses.

Brasília reage

O frisson causado pela divulgação do trecho do livro que consta a declaração de Lula teve efeito imediato na capital federal. O líder do Democratas (Dem) no Senado, Ronaldo Caiado (DEM-GO), afirmou ainda nesta sexta-feira (8) que pretende entrar com um requerimento solicitando ao ex-presidente Pepe Mujica mais esclarecimentos sobre essa conversa com Lula a respeito do mensalão.

"A acusação é seríssima, e se torna mais séria ainda porque a esquerda brasileira tem como hábito colocar o Pepe Mujica como um mártir de índole acima de qualquer tipo de suspeita. Essas informações que ele traz a respeito da pessoa do ex-presidente Lula coloca em dúvida toda a defesa que sustentou que ele não sabia do esquema", salientou Caiado. O requerimento de solicitação a Mujica será apresentado à Comissão de Relações Exteriores do Senado. #PT #Corrupção