As eleições de 2016 prometem começar bem antes do que boa parte dos eleitores esperava. Pelo menos para os que votam na cidade de São Paulo. Isso porque dois pré-candidatos à prefeitura do maior município do país terão um embate diário na #Televisão. A Record confirmou que Celso Russomanno, que é hoje deputado federal pelo PRB, terá um programa ao vivo nas tardes do canal de bispo da Igreja Universal do Reino de Deus, Edir Macedo. Ele terá um desafio e tanto, além de ter que recuperar o desastre deixado pelas reprises de 'Prova de Amor' e 'Dona Xepa', Russomanno vai disputar diretamente com seu maior rival nas próximas #Eleições, o jornalista José Luiz Datena, que no horário exibe o 'Brasil Urgente' na TV Bandeirantes.

Publicidade
Publicidade

Novidade na grade da Record teria motivo político?

Segundo informações do jornalista Flávio Ricco, a Record confirmou que fez a proposta de programa para Celso Russomanno. A atração já tem até data de estreia, prevista para acontecer já no dia 10 de agosto, ou se mais tardar no dia 17. Até o fim desta tarde havia uma indefinição sobre o assunto, mas Celso teria aceito o convite. O programa, que ainda não tem nome, levará ao ar problemas dos consumidores, como o que já acontece com a 'Patrulha do Consumidor'. A emissora, no entanto, faz questão de dizer que a entrada dele num programa solo na grade de programação, não tem nada a ver com a campanha política.

O deputado federal parece que está com o prestígio em alto na Record. Isso porque com o fim do 'Programa da Tarde', celso foi deslocado para as manhãs da emissora da Barra Funda, levando o seu 'Patrulha do Consumidor' para o 'Hoje em Dia'.

Publicidade

Se Britto Junior não tem função na rede de TV, o político virou peça fundamentação da programação. A questão é que não deu nem tempo do deputado estrear no 'Hoje em Dia'. Por conta na queda no Ibope à tarde, só Ticiane Pinheiro começará a fazer participações no matinal na próxima segunda-feira, 03. Russomanno vai ter que esperar, mas pelo menos vai poder ter um programa próprio, todo feito só para ele. Tá podendo, né? #Governo