O apresentador José Luiz Datena parece estar inseguro em relação à sua candidatura à prefeitura de São Paulo. Há um ano das #Eleições para o cargo de chefia da maior cidade do país, muitas polêmicas rondam o comunicador do 'Brasil Urgente'. Os adversários de Datena argumentam que no passado, ele teve até ojeriza de nomes famosos que disputavam cargos públicos, mas que agora estaria sendo contra a própria opinião. Em entrevista ao jornalista Mauricio Stycer do UOL, publicada nesta quarta-feira, 05, Datena fez declarações enigmáticas. Nas redes sociais, muita gente já acredita que ele vá desistir de seguir na disputa pelo pleito de São Paulo.

José Luiz Datena está seguindo o slogan da rádio do grupo de comunicação para que trabalha.

Publicidade
Publicidade

A Band News usa a frase emblemática "em 20 minutos tudo pode mudar" para avisar que seus noticiários são atualizados neste período. Parece que Datena se dá melhor mesmo é no 'Brasil Urgente'. Nos últimos 30 dias, a vida do jornalista tem sido movimentada. O motivo? Seu anúncio como pré-candidato ao cargo de prefeito em São Paulo.

Assim que seu nome começou a ser cogitado, Datena disse que isso seria uma possibilidade e que anunciaria se concorreria ou não à prefeitura faltando poucos dias para o limite do prazo. O apresentador, no entanto, dias depois da declaração, se filiou ao Partido Progressista, o PP. O ato chamou a atenção da imprensa, dos telespectadores, e, é claro, dos eleitores da cidade de São Paulo. Segundo uma pesquisa encomendada pela Revista Veja, Datena é o segundo nome com mais intenções de voto para a prefeitura.

Publicidade

Ele aparece com 22,4% das intenções, contra 34,1% de Celso Russomano, pré-candidato pelo PRB.

Em entrevista ao UOL, Datena citou Winston Churchill, político da Inglaterra, para dizer que na política quando alguém não tem certeza de algo é melhor não fazer. Na dúvida, o jornalista acredita que é melhor declarar o que pensa. Talvez por isso, a opinião de Datena esteja mais inconstante do que o de costume. O apresentador disse que só se pronunciará sobre os próximos passos de sua campanha depois que for divulgada a pesquisa do Datafolha com as intenções de voto. #Televisão #Governo