A Revista Veja colocou mais lenha na fogueira do ex-presidente #Lula. De acordo com a revista, uma empresa criada por Lula, a Lils, teria recebido mais de R$ 10 milhões de reais entre 2011 e 2015 de empresas que estão sendo investigadas na Operação Lava-Jato. O faturamento da empresa de Lula foi de quase R$ 30 milhões de reais em 4 anos. Ainda de acordo com a Veja, os valores estariam contidos em um Relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), do Ministério da Fazenda.

No suposto relatório que a revista teve acesso, a empreiteira Odebrecht teria pago quase R$ 3 milhões a Lils, empresa que leva as iniciais do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva.

Publicidade
Publicidade

A Andrade Gutierrez teria feito pagamentos de quase R$ 2 milhões, a OAS quase R$ 1,5 milhões, a Camargo Corrêa e a Queiroz Galvão mais de R$ 1 milhão cada. O Coaf, segundo a Veja, teria classificado a movimentação financeira da empresa de Lula desproporcional com o seu faturamento e o relatório já estaria nas mãos dos investigadores da Lava-Jato.

Outras Suspeitas

A Operação Lava-Jato vem sendo classificada pelo Governo Dilma Roussef como "a pedra no sapato" do PT. Com o aprofundamento das investigações, os partidários de Lula e Dilma temem que seus nomes sejam envolvidos e a prisão de grandes empresários que financiavam o governo deixam os petistas ainda mais assustados. Recentemente Léo Pinheiro, executivo da OAS, teria citado Lula em depoimento na sede da Polícia Federal em Curitiba/PR. Clique aqui e leia mais. Dessa forma, o ex-presidente Lula seria o próximo alvo das investigações.

Publicidade

Ataque

A situação política e econômica do Brasil inspira cuidados e gera preocupações. Há poucos dias o Instituto Lula foi atacado com uma bomba na cidade de São Paulo. Nenhum suspeito foi preso e as investigações sobre o caso continuam. Para ler mais sobre essa notícia clique aqui.

Crise

A Presidente Dilma Rousseff disse recentemente que a Operação Lava-Jato estava atrapalhando a economia do Brasil e que era, sem dúvida alguma, a responsável pela queda de 1% do PIB (Produto Interno Bruto). Sem explicar como chegou ao 1%, Dilma afirmou que se a economia não anda bem no Brasil, um dos culpados seria a intensa investigação da Polícia Federal no caso da Lava-Jato. #Dilma Rousseff #Corrupção