Se no último domingo, 16, mais de um milhão de pessoas foram às ruas pedindo a saída da presidente da república Dilma Rousseff do poder. Nesta quinta-feira, 20, o que se viu foram poucas centenas de homens e mulheres se dizendo a favor do #Governo. Diferente do que aconteceu no domingo, a maior parte das pessoas que se manifestaram hoje estavam caracterizadas com acessórios da CUT, a Central Única dos Trabalhadores, entidade com grande histórico ao PT, o Partido dos Trabalhadores. O número pequeno de satisfeitos também foi pequeno. 

Segundo relatos de algumas regiões, algumas pessoas teriam até recebido uma chamada ajuda de custo para irem aos protestos.

Publicidade
Publicidade

Os valores chegaram até a R$ 70. Já em outros locais, a CUT organizou ônibus e também garantiu a alimentação de quem foi às ruas. Nenhum grande incidente foi registrado nas cidades brasileiras. Também não existe um um balanço específico com a quantidade de manifestantes que se dispuseram a gritar pela manutenção do poder. Apesar de não dizerem ser contra #Dilma Rousseff e o Partido dos Trabalhadores, os manifestantes pediram mais atenção do governo para os direitos dos trabalhadores. Muitos também reclamaram da postura do presidente da câmara dos deputados, Eduardo Cunha. 

A presidente Dilma Rousseff vive um momento complicado de seu governo. De acordo com informações de uma pesquisa apurada pelo Instituto Datafolha, 71% dos eleitores consideram a gestão da presidente da república ruim ou péssima.

Publicidade

Os que "fecham" com Dilma são apenas 8%. nas últimas manifestações contra o governo, pela primeira vez os brasileiros começaram a rechaçar significativamente o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Um boneco gigante inflável de Lula chegou a ser colocado próximo à Praça dos Três Poderes, em Brasília. A oposição, em especial o PSDB do senador mineiro Aécio Neves, também tem mudado o discurso e já fala em apoio ao impeachment de Rousseff. Em recente discurso, Fernando Henrique Cardoso chegou a dizer que a renúncia de Dilma mostraria uma posição de grandeza dela.