Quem pensa que Romário está satisfeito com o pedido público de desculpas que a revista Veja lhe fez nesta quinta-feira, 6, está enganado. O baixinho já comunicou seus milhares de seguidores no Twitter que vai exigir indenização por danos morais e quer direito de resposta. "O processo continua! Estou pedindo na justiça R$ 75 milhões por danos morais e direito de resposta na edição impressa da revista", tuitou.

Em reportagem intitulada "O mar não está para peixe", a revista da Editora Abril afirmou que o senador (PSB-Rio) e ex-jogador de futebol guardava R$ 7,5 milhões em uma conta no banco suíço BSI sem declarar à Receita Federal.

Publicidade
Publicidade

Ilustrado com a fotografia de um suposto estrato bancário que comprovaria a operação ilegal, o texto assinado pelos repórteres Leslie Leitão e Thiago Prado foi publicado no dia 25 de julho. Desde então, um verdadeiro reality show nas redes sociais foi se formando. Milhares de pessoas viram Romário - que chegou a ir até Genebra para investigar o caso - desmentir e exigir que a Veja se posicionasse sobre a matéria.

A prova cabal que fez com que a revista se retratasse admitindo o erro foi um documento enviado pelo BSI em que afirma que o comprovante de depósito era falso. "Diante dessas provas, enterramos, definitivamente, qualquer mentira sobre o assunto. Os falsificadores, mentirosos e caluniadores responderão à justiça brasileira e suíça", comentou Romário em seu perfil no Facebook.

Romário vai à tribuna para desmentir Veja

Ainda nesta quarta-feira, 5, Romário usou a tribuna do Senado Federal para refutar "o que há de pior no jornalismo".

Publicidade

Assista o discurso do senador no vídeo que segue:

Caso Veja X Romário provoca comoção nas redes sociais

Na noite desta quarta-feira, 6, os termos "Romário" e "Veja" já figuravam entre os mais comentados nas redes sociais por conta da publicação do documento do BSI pelo senador. Contudo, nada se comparou a avalanche de tuítes e comentários no Facebook provocada pela nota em que a revista Veja admite o erro e pede desculpas publicamente.

Nem mesmo a "humildade" da publicação pareceu comover os internautas. "Estamos revisando passo a passo o processo que, sem nenhuma má fé, resultou na publicação do extrato falso nas páginas da revista, evento singular que nos entristece e está merecendo toda atenção e cuidado para que nunca mais se repita", disse.

"Pelo menos agora, que se meteu nessa enrascada com Romário, a Veja poderia checar a credibilidade da origem da nota, né? Afinal, é crime.", tuitou Igor Natusch, jornalista de Porto Alegre. 

"Veja agindo no caso Romário como se estivesse surpresa que alguém leve Veja a sério", disse Arnaldo Branco, do Rio de Janeiro.

Publicidade

Centenas de milhares de comentários em defesa de Romário não passaram despercebidos pelo senador que é usuário assíduo das redes sociais. "Galera! Pra encerrar o assunto, agradeço a todos que me apoiaram nesse episódio da revista e que confiaram na minha resposta desde o começo.", ponderou pouco antes de confirmar que, sim, está processando a Veja. #Famosos #Governo