Jair Bolsonaro, deputado do PP-RJ, fez uma declaração polêmica após participar do I Workshop da Justiça Criminal da cidade de Goiânia. Ele disse que tudo o que é “escória do mundo” esta vindo ao Brasil, após ser perguntado sobre a questão da imigração do povo sírio que esta fugindo da opressão do Estado Islâmico e imigrando para países europeus e para o Brasil também.

“Essa escória do mundo que esta vindo ao Brasil só para fazer por onde o nosso país tenha ainda mais problemas. Já temos problemas demais. Vêm haitianos, senegaleses, bolivianos e todo tipo de escória do mundo para nós, e agora temos que lidar com os sírios também, como se nós já não tivéssemos problemas demais”, afirmou o deputado Jair Bolsonaro, em entrevista ao jornal Opção de Goiânia.

Publicidade
Publicidade

De acordo com informações da revista Exame, Bolsonaro também se referiu a questão dos militares onde, segundo ele, não estão preparados para receber esses novos moradores. “Eu desconheço qual é a decisão dos comandantes, no entanto, se reduzirem o efetivo das nossas forças armadas, vamos ter outro grande problema, que é o de que teremos menos pessoas preparadas para tratar com esses novos moradores em nosso país", disse o deputado.  

Ele ainda seguiu com a entrevista ao jornal Opção e com mais acusações, dessa vez, contra a presidente #Dilma Rousseff: “Eu espero sinceramente que ela deixe o cargo, se possível ainda hoje. Não importa de que maneira, pode ser até por intermédio de um câncer, por infarto ou qualquer outra maneira”, disse. “Nosso país não pode continuar nas mãos de uma incompetente, ou ‘incompetenta’, somos um país muito grande e maravilhoso, esses absurdos não podem continuar a acontecer”, finalizou.

Publicidade

Recentemente, Jair Bolsonaro pagou uma multa de R$ 10 mil reais à Maria do Rosário por ter dito que a mesma não mereceria ser “estuprada”. O caso tomou os veículos da mídia e se encerrou com a condenação do deputado. Segundo a assessoria de Jair, o mesmo fez essa afirmação motivado pela fala da própria Maria do Rosário, que teria o chamado de estuprador. #Blasting News Brasil #Refugiados