Os funcionários do INSS no Ceará, após um período de 81 dias de paralisação, anunciaram o fim do movimento em assembleia realizada na tarde de ontem. Entretanto, em pouco mais de uma hora, o grupo resolveu retomar a greve já decretada anteriormente. 

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores Federais em Saúde,Trabalho e Previdência Social no Estado do Ceará( SINPRECE), em declaração concedida ao jornal O Povo, o motivo pela retomada do movimento foi que o #Governo, através da Secretaria de Relações de Trabalho do Ministério do Planejamento havia agendado uma reunião para o dia 28/09, na segunda-feira, por volta das 17 horas, com o movimento grevista.

Publicidade
Publicidade

Ainda de acordo com o sindicato, o governo não  havia assinado o termo do acordo com a categoria, o que provocou a retomada do movimento. Segundo a diretora do SINPRECE, Carmem Marques, o acordo não foi assinado pelo governo, com isso, na interpretação da representante, não se pode sair de um movimento grevista, sem uma garantia de que tudo que foi acordado, vai ser cumprido.O movimento grevista marcou uma reunião para segunda-feira, dia 28, às  9 horas, para avaliar a situação.

Ainda se chegou a anunciar que os atendimentos nas agências seriam retomados no dia 29, na terça-feira, porém, logo foram corrigidos. Estava decido ainda que, logo na segunda-feira, dia 28, os servidores fariam um expediente apenas interno. Diante da nova decisão, tudo segue agora indefinido, sem qualquer data para se retornar ao trabalho.

Publicidade

A assembleia que havia decretado o final da greve, acatara a proposta do governo em conceder o reajuste de 5,5% em agosto de 2016 e os outros 5% em janeiro de 2017. A proposta inicial era de um reajuste de 27,5%. Seguindo a adesão de outros locais, o Ceará aceitou a proposta do governo e havia decido encerrar a greve seguindo a mesma definição de outros 13 estados. Além do reajuste, foi reivindicado pelos funcionários a incorporação das gratificações aos salários. Atualmente, cerca de 70% dos vencimentos dos servidores são compostos por gratificações de alcance de metas estabelecidas e de produtividade.

A expectativa do INSS é que o atendimento à população seja restabelecido em todo o País, na próxima semana.O órgão confirmou a assinatura do acordo com as entidades do movimento grevista para a mesma. A orientação para quem procurar uma agência é que, antes de sair de casa, o segurado possa obter maiores informações através de ligação para o número 135.  #Dilma Rousseff #Crise