Na madrugada desta quarta-feira, 23, a presidente da república Dilma Roussef teve uma vitória após muitas derrotas nos últimos meses. Isso porque o Congresso Nacional acabou apoiando o veto da líder do Partido dos Trabalhadores em acabar com o chamado fator previdenciário. Em contrapartida, foi aprovada a chamada regra 85/95 para os novos aposentados. Com isso o gasto do governo em vinte anos diminui em cerca de R$ 132 bilhões. Ao todo, 24 itens foram votados pelos deputados e deputadas federais. O voto foi feito de maneira secreta e através de cédulas de papel. Todos os vetos já votados acabaram sendo aprovados. 

Isso representa sim um teórico respiro do governo de #Dilma Rousseff.

Publicidade
Publicidade

No entanto, a população em sua grande maioria não está tão ligada no que esses vetos significam e o nível de insatisfação continua em torno da líder política do país. A vitória do governo, no entanto, não impede que um pedido de #Impeachment seja aberto. Movimentos mais importantes do que os vetos serão informados em breve. Como é o caso do Tribunal de Contas da União, que analisa a resposta do governo federal em relação à algumas irregularidades encontradas pelos analistas do órgão. A resposta do TCU deve ser dada até o dia 15 de outubro. 

Além disso, durante as investigações da operação Lava Jato, que investiga o desvio de dinheiro da Petrobrás, cinco delatores acusam Dilma Rousseff de usar o dinheiro da corrupção durante a sua campanha política. Algumas agências internacionais também estariam pensando em rebaixar a nota de confiança do Brasil no exterior.

Publicidade

Soma-se a isso a inflação alta e o nível de desemprego gritando, especialmente em cidades como o Rio de Janeiro, estado que depende muito da indústria do petróleo para girar sua economia. 

Ou seja, a crise política e econômica no país continua. O dólar chegou hoje a bater o valor de R$ 4,14, novamente maior marca da história. Os brasileiros vão sentindo aos poucos o que isso significa. Em breve, produtos, como o simples paõzinho, devem ficar mais caros. Ainda existe a necessidade do impeachment.