As falas do vice-presidente da república, Michel Temer, estão estimulando grupos a favor do #Impeachment de Dilma Rousseff. Esse grupo só espera que Temer diga que quer assumir o governo, o que ele está evitando ao máximo falar. No entanto, ao dizer que ninguém consegue governar com a rejeição de Dilma, que é o homem capaz de articular os dois lados do governo e em uma propaganda eleitoral em que diz que o Brasil merece a verdade, Michel Temer deixa mais do que claro que realmente está pró impeachment. Ele nega essas informações e apenas diz que foi mal interpretado, mas continua dando declarações polêmicas, mesmo depois que Dilma teve uma séria conversa com o político do PMDB.

Publicidade
Publicidade

O grupo pró impeachment do PMDB viu a declaração dada por Temer no último dia 03 como o que faltava para avançar nas articulações. Ao invés de provocar um defesa, o vice-presidente parece bater em Dilma, especialmente quando o assunto é a rejeição histórica que ela sofre. Na última pesquisa divulgada pelo Datafolha, ainda no mês de agosto, 71% dos eleitores creditaram o governo de Rousseff como ruim ou péssimo, quando apenas 8% avaliam de forma positiva a gestão da presidente da república. Nos próximos dias devem ser divulgadas novas pesquisas. Nesta segunda-feira, 07, está prevista mais uma manifestação contra Dilma, a maior delas é esperada para a cidade de São Paulo. Os manifestantes vão esperar o feriado de Sete de Setembro para darem o seu grito de independência, pedindo o impeachment de Rousseff.

Publicidade

Diversas alas do PMDB já se manifestaram dizendo que serão uma terceira força nas próximas eleições presidenciais. O partido é conhecido por sempre estar no poder, mas apenas como apoiador e não encabeçando uma eleição. Dessa forma, o PMDB nunca sofreu grandes quedas na governabilidade e a cada dia ganha novos filiados. A estratégia para o futuro pode parecer arriscada, mas é bom mencionar que será provável que a maior parte da câmara seja da mesma legenda do partido, o que facilitaria um possível governo do partido. #Dilma Rousseff