O jurista e um dos pioneiros do Partido dos Trabalhadores (#PT), Hélio Bicudo, afirmou, em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura, nesta segunda-feira, dia 28 de setembro, que o ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva enriqueceu de forma ilícita usando a figura da Presidência da República. Segundo Bicudo, "Lula se corrompeu e corrompe a sociedade brasileira como ela é hoje através da sua atuação como presidente da República", declarou.

Bicudo se afastou do PT em 2005, quando explodiu o escândalo do 'mensalão'. Recentemente, ele protocolou na Câmara dos Deputados um pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

Publicidade
Publicidade

Questionado sobre o que mais o decepcionou em sua trajetória no PT, Bicudo foi taxativo: "O que mais me impressionou foi o enriquecimento ilícito do Lula. Ninguém fala nisso, mas eu conheci o Lula numa casa de 40 metros quadrados. Hoje, o Lula é uma das grandes fortunas do país. Ele e os seus filhos", afirma.

O ex-presidente Lula e o ex-ministro da Defesa Nelson Jobim se reuniram para discutir os desfechos possíveis para a crise política. Foram analisados cenários que vão da cassação à renúncia de Dilma Rousseff.

Rumores afirmam que Lula e seu filho, conhecido como "Lulinha", possuem patrimônios de grandes valores comerciais, dentre eles, destaca-se a empresa de telecomunicações OI, a JBS, empresa do ramo alimentício, e grandes fazendas no estado do Mato Grosso (região centro-oeste do Brasil), que chegam a fazer divisa com o Paraguai.

Publicidade

"Não tem como ajudar a Dilma", diz deputado sobre impeachment

Em suas últimas palavras na entrevista dada ao programa Roda Viva nesta segunda-feira, Hélio Bicudo ressaltou: "Eu conheci o Lula quando ele era um postulante ao governo do Estado de São Paulo; eu entrei como vice na chapa, nos anos 80", disse Bicudo. "Era um panorama completamente diferente do que se vê hoje no Lula quando ele fala. Ele falava para obter o poder e usar o poder em benefício próprio e dos seus, da sua família e todo mundo sabe disso", garante. #Blasting News Brasil