Um dos maiores aliados da presidente da república Dilma Rousseff, a personagem fictícia 'Dilma Bolada', agora não "fecha" mais com a líder do governo. De acordo com fontes consultadas pelo Blasting News, Jeferson Monteiro receberia por mês R$ 20 mil para manter o perfil no ar. Ele já havia explicado essa informação no passado e se defendeu dizendo que o dinheiro vem de uma agência de publicidade a qual ele presta serviço. O governo também teria rompido com essa agência nos últimos dias, o que pode ter prejudicado os negócios de Monteiro. O que era só admiração então virou um espaço para falar mal e criticar Dilma. 

Jeferson usou a página oficial da 'Dilma Bolada' no Facebook nesta quarta-feira, 30, para atacar sua até então ídola.

Publicidade
Publicidade

Ele disse que Rousseff e sua relação com o PMDB traiu a confiança de mais de 50 milhões de brasileiros, que votarem nela. No texto escrito pelo publicitário, ele diz que a presidente não precisa mais de seu apoio, já que ela estaria se importando muito mais com seu cardo do que com os problemas que acontecem no Brasil. "Não é mais o governo de 54 milhões de pessoas", disse ele. 

Jeferson ainda usou uma música da sambista Beth Carvalho para falar sobre o caso. No refrão da canção, Beth diz que alguém pagou com traição a quem sempre lhe deu a mão. Monteiro até agora não teria confirmado as informações de que de fato a empresa de publicidade a que ele presta serviços realmente rompeu com o governo federal e se isso teria alguma coisa a ver com sua mudança de postura. 

Já em seu perfil, o criador do 'Dilma Bolada' fez questão de dizer que não havia sido hackeado.

Publicidade

"Só para avisar a meus amigos e aos jornalistas. Esse aqui sou eu mesmo, não estranhem", postou ele no Facebook.

Apesar de agora ser contra a presidente, Jeferson Monteiro disse que é contra a seu impeachment. Segundo ele, ela foi eleita de forma legítima, por mais até que esteja fazendo muitas bobagens. Por conta da sua postura a favor de Dilma, a presidente chegou a marcar um encontro com Monteiro no Palácio do Planalto, em Brasília.  #Dilma Rousseff