A situação de #Eduardo Cunha (PMDB-RJ) parece piorar a cada dia. Hoje, sexta-feira, 16, a Rede Globo divulgou que conseguiu, com exclusividade, acesso a documentos que comprovam as contas secretas que o presidente da Câmara mantinha na Suíça. O “dossiê Cunha” tem até fotocópias do passaporte dele. Ou seja, falta muito pouco para "a casa cair" definitivamente para ele.

Para tentar melhorar a situação de Cunha, após a autorização de abertura de mais um inquérito contra ele pelo Supremo Tribunal Federal, a defesa do deputado pediu ao tribunal que a investigação corra em segredo de justiça. Eles alegam que manter o processo em aberto violaria a dignidade dele e da família.

Publicidade
Publicidade

A Justiça da Suíça revelou que Eduardo Cunha tinha contas naquele país e enviou documentos comprovando a existência a Justiça brasileira. Após analisar os documentos e rastrear as movimentações, conseguiram identificar que ele abriu as contas por meio de empresas fantasmas, criadas apenas para repassar o dinheiro tentando diminuir os rastros.

O problema não para por aí. A filha e a mulher, a jornalista e ex-apresentadora do RJTV, da TV Globo, Claudia Cruz, também movimentavam valores nestas contas.

Por causa destas movimentações financeiras por meio de cartões de créditos destas contas, o Ministério Público do Brasil pediu que tanto a filha quanto Claudia sejam investigadas. Como elas não têm imunidade, o temor de Cunha é que elas sejam muito expostas e, num caso mais extremo, sejam presas após a abertura do processo na justiça comum.

Publicidade

O impressionante nesta história é que, mesmo tendo mentido para uma CPI, num depoimento oficial, mesmo tendo indícios de enriquecimento ilícito, de aumento de patrimônio em mais de 100%, mesmo tendo provas documentais e até mesmo a assinatura dele, este cidadão continue negando todos os fatos e se recusando a se afastar da presidência da Câmara, a fim de deixar que uma investigação “isenta” ocorra.

De fato, ele não tem a obrigação de renunciar à presidência da Câmara, mas esta é uma situação para lá de constrangedora, afinal, se um processo de quebra de decoro passar pela Comissão de Ética da Câmara, caberá a ele aceitar ou rejeitar o pedido, uma vez que preside a Casa. Ele tenta se manter, mesmo com tantas acusações sérias, como ter recebido dinheiro de propina da Petrobras, só para citar algo, para evitar ser cassado.

Para a oposição, tal situação é até favorável. Eles podem alegar que Cunha está se mantendo presidente da Câmara por ter feito um "acordão" com o Governo Dilma (PT). Dizem por aí que o próprio ex-presidente Lula solicitou aos deputados do PT pegarem leve com Cunha. Dizem que o tal "acordão" é para que o PT não tente cassar Cunha e, em contrapartida, Cunha rejeitaria todos os pedidos de aberturas de #Impeachment contra a presidente Dilma. #Blasting News Brasil