O jornalista William Bonner se envolveu em uma polêmica com os partidários do Partido dos Trabalhadores, o PT. O profissional da mídia, que é editor-chefe do telejornal mais assistido do país, o 'Jornal Nacional', chegou a ser acusado nas redes sociais de manipular informações para prejudicar um governador da mesma legenda da presidente da república Dilma Rousseff. Depois da repercussão, o próprio William Bonner usou o 'Jornal Nacional' desta quinta-feira, 19, para se desculpar pelo o que chamou de erro. Um dos jornalistas mais influentes do país disse que seu noticiário se equivocou ao editar a fala do governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel.

Publicidade
Publicidade

Fernando disse que "não havia risco imediato" para um novo acidente ambiental envolvendo as barragens mineradoras administradas pela Samarco. No telejornal, a palavra "imediato" sumiu e gerou uma enorme confusão, já que outras barragens administradas pela mesma mineradora correm sim risco de desabar, segundo alguns ambientalistas. O acidente em Mariana é considerado uma das maiores tragédias ambientais de toda a história do Brasil. Para salvar espécies da extinção, ambientalistas já tiraram dos rios da região mais de 100 mil peixes, além de outros animais que vivem naquele ecossistema. 

Comemoração pelos apoiadores do governador ganhou a internet

O erro foi corrigido na bancada do programa. Minutos depois da correção, os partidários do #PT comemoram nas redes sociais e lembraram a recente lei aprovada por Dilma Rousseff, que diz respeito ao direito de resposta quando alguma pessoa ou entidade for atingida com alguma declaração errônea da mídia. 

De acordo com o próprio William Bonner, a declaração de Fernando Pimentel acabou sendo alterada.

Publicidade

Segundo o jornalista, dizer que não há risco é completamente diferente de dizer que não há risco imediato. Em seguida, o âncora disse: "Por isso, nós pedimos desculpas ao governador de Minas Gerais". 

Veja o vídeo com o momento em que o jornalista pede desculpas pelo erro exibido no noticiário da Globo:

#Governo